September 17, 2012 / 5:38 PM / 5 years ago

Mourinho busca estímulo para Real com início da Liga dos Campeões

4 Min, DE LEITURA

Por Martyn Herman

LONDRES, 17 Set (Reuters) - A Liga dos Campeões retorna ao centro das atenções do futebol mundial na terça-feira com o Real Madrid, um dos clubes mais condecorados na competição, enfrentando o Manchester City, o campeão inglês cujo vasto poder aquisitivo o elevou ao status de potência.

A partida pelo Grupo D entre os campeões das duas ligas mais fortes do continente não precisava de motivação extra, mas o técnico do Real, José Mourinho, já aumentou as apostas ao dizer que "dinheiro não pode comprar troféus ou história".

Enquanto o Real conquistou o título europeu nove vezes e o City nenhuma, o técnico do City, Roberto Mancini, não vai viajar para o estádio Santiago Bernabéu com qualquer complexo de inferioridade, embora a sua primeira participação no torneio não tenha ocorrido como o planejado na temporada passada, quando a equipe não conseguiu sobreviver à fase de grupos.

Sobretudo diante do terrível início do Real na nova temporada da Espanha, perdendo dois dos seus quatro primeiros jogos e amargando a 13a posição.

Atual campeão europeu, o Chelsea começa a defesa do troféu em casa contra a Juventus pelo Grupo E, na quarta-feira, enquanto o Barcelona inicia sua temporada pós-Pep Guardiola na Liga dos Campões contra o Spartak Moscou.

O Manchester United enfrenta o clube turco Galatasaray na quarta-feira pelo Grupo H, com a esperança de evitar os problemas da última temporada, quando surpreendentemente não conseguiu chegar às oitavas de final.

concentração

O Real Madrid já está oito pontos atrás do Barça na liga espanhola, após a derrota para o Sevilla, no sábado, que lançou um sinal de alerta na capital espanhola.

"A mente dos meus jogadores não está focada, para muitos deles, o futebol não é uma prioridade", disse Mourinho. "Mas eu sou o treinador e se há mentes que não estão focadas, é minha culpa."

Ele espera que a visita do City coloque as mentes de volta ao trabalho, particularmente a de Cristiano Ronaldo, que regularmente atormentava o City quando jogava pelo rival Manchester United.

O Real nunca perdeu o jogo de abertura em casa pelo Campeonato Europeu ou a Liga dos Campeões, acumulando 40 vitórias e dois empates, e com o seu grupo também contando com o Borussia Dortmund e o Ajax Amsterdam, eles vão querer marcar seu favoritismo desde cedo.

Depois de duas derrotas consecutivas em semifinais da Liga com o Real Madrid, Mourinho minimizou qualquer pressão para devolver a famosa taça de prata ao armário de troféus do clube espanhol pela 10a vez na história.

"Essa (City) é uma equipe que está sendo criada para conquistar a Liga dos Campeões, esse é seu objetivo", afirmou Mourinho ao The Sun na preparação para o confronto. "Vários técnicos e clubes importantes nunca ganharam uma Liga dos Campeões. Então, se eu venci duas vezes e o Real venceu um recorde de nove vezes... bem, devemos dizer 'Graças a Deus'."

"E se um terceiro (título) vier para mim e um 10o título vier para o Real Madrid nesta temporada -- incrível. Vamos aceitar tudo com um sorriso. Mas não há pressão sobre nós. Não há obsessão em vencer aqui."

O Chelsea vinha de uma névoa no meio da temporada passada antes de ganhar a Liga dos Campeões de forma dramática contra o Bayern de Munique, mas, desde então, o clube se separou do atacante Didier Drogba.

Eles começaram a temporada com força, no entanto, e estão no topo da classificação da Premier League após quatro jogos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below