Ex-técnico do Chelsea, Mourinho diz que Terry não é racista

domingo, 30 de setembro de 2012 13:19 BRT
 

LONDRES, 30 Set (Reuters) - O ex-técnico do Chelsea, José Mourinho saiu em defesa do capitão do clube, John Terry, dizendo que ele não é racista.

Terry recebeu uma punição de quatro partidas da federação de futebol inglesa na quinta-feira por ofensa racial contra o zagueiro Anton Ferdinand, do Queens Park Rangers, em um jogo da temporada passada do Campeonato Inglês.

Terry, ex-capitão da seleção inglesa que se retirou das disputas internacionais no último domingo, ainda não decidiu se irá apelar da decisão.

"O Chelsea teve uma equipe na qual 12 jogadores eram africanos", disse Mourinho, atual treinador do Real Madrid sob cujo comando o Chelsea conquistou vários títulos na liga inglesa, em uma entrevista exibida pela CNN no sábado.

"Era um time fantástico e sempre tivemos um ótimo relacionamento com todos eles. Por favor, não digam que ele é racista, porque sei o que estou dizendo".

"(Os ex-jogadores do Chelsea) Didier Drogba vai dizer, Geremi, Claude Makelele, todos vão dizer que ele não é racista".

Terry foi inocentado de uma acusação de racismo em um tribunal em julho, mas a decisão da federação inglesa de levar adiante seu próprio caso contra ele foi seguida por sua decisão de deixar de jogar por seu país.

Se por um lado apoia seu ex-capitão, o técnico português não tentou negar que Terry ofendeu Ferdinand.

"Isso pode acontecer durante uma partida de futebol - porque às vezes é mais que um jogo - às vezes você tem reações que não representam o que você realmente é", declarou Mourinho.   Continuação...