ENTREVISTA-Hamilton busca grandeza com a Mercedes

quarta-feira, 3 de outubro de 2012 20:35 BRT
 

Por Alastair Himmer

TÓQUIO, 3 Out (Reuters) - Lewis Hamilton não acha que está fazendo uma aposta arriscada ao trocar a McLaren pela Mercedes na próxima temporada, e acredita que isso pode catapultá-lo ao panteão dos grandes pilotos da história da Fórmula 1, mesmo que os resultados não apareçam de imediato.

"Sem dúvida foi uma das decisões mais difíceis que enfrentei na minha vida até agora", disse à Reuters em Tóquio o britânico de 27 anos, campeão em 2008, antes da disputa do GP de Suzuka.

"Mas muitos outros pilotos, muitos dos grandes - Prost, Senna, todos eles estiveram em várias equipes."

Hamilton passou a temporada inteira sendo alvo de especulações sobre uma saída da McLaren, e sua contratação pela Mercedes pode representar o fim da carreira do heptacampeão Michael Schumacher.

"Já vinha pensando havia algum tempo sobre o que eu queria fazer com o meu futuro, aonde eu quero ir", disse Hamilton, que corre pela McLaren desde a sua sensacional temporada de estreia, em 2007. "É fácil continuar no mesmo lugar, mas ir para outro lugar e assumir um novo desafio é algo talvez ainda mais interessante."

Martin Whitmarsh, diretor da McLaren, chamou a troca de equipe de "erro", mas Hamilton disse que sabe o que está fazendo. "Não acho . Não mesmo. Tive uma grande carreira na McLaren. Assinei com a McLaren aos 13 anos, e tive uma jornada incrível com eles. No final, tive duas ofertas sobre a mesa que eram muito semelhantes, mas uma delas era bem mais interessante. É um desafio."

Hamilton disse que tomou a decisão de mudar de equipe na quarta-feira da semana passada, dois dias antes do anúncio oficial, e que depois disso não conversou mais com o presidente-executivo da equipe, Ron Dennis.

O inglês atualmente é o quarto colocado no mundial de pilotos, duas posições à frente do seu companheiro de equipe, Jenson Button, e bem atrás do líder, o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari.   Continuação...