Alonso reclama da sorte, mas espera boa prova no domingo

sábado, 6 de outubro de 2012 14:05 BRT
 

Por Alan Baldwin

SUZUKA, 6 Out (Reuters) - O líder do Mundial de Fórmula 1, Fernando Alonso, culpou a sua falta de sorte neste sábado após conseguir apenas o sexto lugar no grid de largada para o Grande Prêmio do Japão, enquanto o rival mais próximo, o alemão Sebastian Vettel, colocou sua Red Bull na pole position.

A última volta rápida do espanhol foi atrapalhada quando Kimi Raikkonen rodou nos últimos segundos do treino classificatório, causando bandeira amarela.

"O que mais posso dizer, além de ficar furioso pela falta de sorte? As bandeiras amarelas vieram no pior momento possível, quando eu estava entrando na curva 14", disse Alonso, que sairá do Japão ainda líder.

"Até aquele momento, minha volta era ótima e havia muitas chances de fazer o quarto melhor tempo do dia, o que faria eu largar em terceiro."

Jenson Button, da McLaren, terceiro mais rápido da classificação, perdeu cinco posições no grid de largada por trocar o câmbio.

Alonso tem 29 pontos de vantagem sobre Vettel, com seis corridas para o final do Mundial, o que significa que ele deixará o Japão ainda líder, seja qual for o resultado no domingo.

Apesar disso, o ferrarista se lembra o quão doloroso foi a perda do título para Vettel na última corrida de 2010, em Abu Dhabi.

"Precisamos melhorar. Em 2010, eles eram talvez mais de um segundo mais rápidos do que nós e estávamos liderando o Mundial até Abu Dhabi. Agora, eles são oito décimos, um segundo mais rápidos do que nós. Estamos liderando o mundial. Vamos dizer que estamos familiarizados com essa situação, ser um segundo mais lento que nossos concorrentes e ainda assim lutar pelo campeonato", afirmou.

 
Líder do Mundial de Fórmula 1, Fernando Alonso, gesticula para fotógrafo após corrida classificatória para o GP do Japão no circuito de Suzuka, no Japão. Alonso culpou a sua falta de sorte neste sábado após conseguir apenas o sexto lugar no grid de largada para o Grande Prêmio do Japão, enquanto o rival mais próximo, o alemão Sebastian Vettel, colocou sua Red Bull na pole position. 06/10/2012 REUTERS/Issei Kato