Ex-técnico é condenado de 30 a 60 anos de prisão por abuso sexual nos EUA

terça-feira, 9 de outubro de 2012 15:10 BRT
 

Por Ian Simpson e Dave Warner

BELLEFONTE, Estados Unidos, 9 Out (Reuters) - O ex-técnico de futebol americano da Universidade do Estado da Pensilvânia Jerry Sandusky foi condenado de 30 a 60 anos de prisão na terça-feira por abusar sexualmente de meninos jovens por mais de uma década.

A sentença do juiz John Cleland na Corte de Centre County pode colocar o treinador aposentado de 68 anos na prisão para o resto de sua vida.

Sandusky foi condenado por 45 acusações de abuso sexual contra 10 garotos ao longo de 15 anos, alguns em chuveiros da equipe de futebol.

"Seu crime é não só o que você fez com seus corpos, mas o seu ataque contra a mente e alma deles", afirmou o juiz ao réu. "A tragédia dessa história é que é uma de traição. Algumas de suas vítimas tinham uma afeição genuína por você."

"É justamente essa capacidade de esconder esses vícios de si mesmo e todos os outros que na minha visão o torna perigoso", disse.

Mas o juiz acrescentou: "Eu não vou condená-lo a séculos de prisão, mesmo que a lei me permita fazer isso."

O advogado de defesa de Sandusky, Joseph Amendola, disse que qualquer pena de prisão superior a 20 anos seria uma "sentença de morte" para seu cliente.

Sandusky, vestindo um uniforme de prisão vermelho, voltou a alegar sua inocência.   Continuação...