October 10, 2012 / 6:28 PM / 5 years ago

Messi é a maior dor de cabeça para os rivais sul-americanos

3 Min, DE LEITURA

Atacante argentino Lionel Messi é visto durante treino em Buenos Aires antes de partida eliminatória para a Copa do Mundo de 2014 contra o Uruguai. Parar Messi é a principal preocupação das seleções que enfrentam a Argentina nas eliminatórias sul-americanas. 09/10/2012Marcos Brindicci

Por Rex Gowar

BUENOS AIRES, 10 Out (Reuters) - Parar Lionel Messi é a principal preocupação das seleções que enfrentam a Argentina nas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2014. Esta semana é a vez do Uruguai.

A Argentina defende a liderança das eliminatórias em casa contra o Uruguai em Mendoza, na sexta-feira, depois de somar 14 pontos em sete jogos, um ponto à frente de Colômbia e Equador, e com dois de vantagem para Uruguai e Chile.

A partida será uma oportunidade para os argentinos tentarem reparar a fraca atuação do último jogo, um empate por 1 x 1 com o Peru, em Lima, num jogo em que Messi, que marcou 10 gols em seus últimos seis jogos pela seleção, teve uma de suas piores partidas pela Argentina.

O Uruguai, atual campeão da Copa América, espera conquistar uma segunda vitória consecutiva sobre os vizinhos, após a conquista do título sul-americano com direito a uma vitória sobre a anfitriã Argentina nas quartas de final, nos pênaltis, no ano passado.

O treinador do Uruguai, Oscar Washington Tabárez, não acredita numa marcação homem-a-homem sobre Messi, mas sim em impedir que a Argentina faça a bola chegar ao craque do Barcelona.

"Messi é um grande jogador, entre os melhores na história do futebol ... então eu não vou dizer muito sobre isso, porque seria redundante", disse Tabárez a jornalistas em Montevidéu, na terça-feira.

"Mas Messi tem uma equipe em torno dele tentando garantir que ele mostre todo seu potencial. Então nós temos que trabalhar para impedir que a Argentina faça a bola chegar ao Messi, e depois que estiver com o Messi, tentar marcá-lo."

Os uruguaios, semifinalistas da Copa do Mundo de 2010, precisam se recuperar de um mês de setembro ruim, em que perderam por 4 x 0 fora de casa para a Colômbia e só conseguiram um empate por 1 x 1 em casa com o Equador.

O capitão Diego Lugano acredita que jogar duas partidas seguidas fora de casa será difícil para o Uruguai, que enfrentará a Bolívia na altitude de La Paz na próxima semana depois de encarar a Argentina.

"Estes são pontos fundamentais, muito mais depois das últimas rodadas quando não nos saímos bem", disse Lugano.

"Estamos enfrentando dois jogos que são certamente os mais difíceis das eliminatórias. Uma sequência de Argentina e Bolívia (fora de casa) é muito difícil e estamos praticamente obrigados a trazer de volta alguns pontos", acrescentou o zagueiro.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below