Salto de paraquedista da estratosfera é adiado para domingo

quarta-feira, 10 de outubro de 2012 19:06 BRT
 

10 Out (Reuters) - Um paraquedista austríaco terá de esperar pelo menos até domingo para mergulhar de um balão a quase 37 quilômetros de altura, sobre o Novo México, numa tentativa de superar um antigo recorde de queda livre, e também a barreira do som.

Felix Baumgartner, de 43 anos, pretendia saltar na quinta-feira, após dois adiamentos nesta semana por causa do vento forte em Roswell, no Novo México. Mas a previsão é de que antes de domingo isso seja impossível.

"Domingo parece uma opção", disse Sarah Anderson, porta-voz da equipe, por email.

Baumgartner - piloto de helicóptero, balonista e paraquedista profissional - subirá até 36.576 metros numa cápsula pendurada a um balão de hélio de 850 mil metros cúbicos, com a altura de um prédio de 55 andares e um décimo da espessura de um saco Ziploc.

Quando inflado, o balão chega a 213 metros de altura, e para lançá-lo é preciso que o vento no topo do balão não passe de 3,3 quilômetros por hora.

O atual recorde de salto em queda livre (antes de o paraqueda abrir) foi estabelecido em 1960 por Joe Kittinger, que saltou de um balão a 31.333 metro. Coronel aposentado da Força Aérea dos EUA, ele caiu por 4 minutos e 36 segundos, e chegou a uma velocidade de 988 quilômetros por hora antes de abrir seu paraquedas.

Baumgartner pretende chegar a 1.110 quilômetros por hora - a velocidade do som na altitude esperada -, numa queda livre de 5 minutos e 35 segundos.

(Por Irene Klotz)

 
Foto de arquivo do paraquedista austríaco Felix Baumgartner em julho de 2003. Baumgartner terá de esperar pelo menos até domingo para mergulhar de um balão a quase 37 quilômetros de altura, sobre o Novo México, numa tentativa de superar um antigo recorde de queda livre, e também a barreira do som. 31/07/2003 REUTERS/Bernhard Spoettel