Advogado de Armstrong diz que relatório é "machadada" contra ex-atleta

quarta-feira, 10 de outubro de 2012 19:55 BRT
 

10 Out (Reuters) - Um relatório da Agência Antidoping dos EUA (Usada) que acusou Lance Armstrong de usar e distribuir drogas como parte de um sofisticado programa antidoping é uma "machadada tendenciosa", disse o advogado do ex-ciclista na quarta-feira.

A agência disse que as acusações no relatório envolvem pagamentos, emails, dados científicos, resultados de exames e depoimentos de 11 ex-colegas de equipe.

"Vimos a nota de imprensa da Usada apresentando a divulgação no dia de hoje da sua ‘decisão argumentada'", disse o advogado Sean Breen por email.

"A nota confirma que a suposta ‘decisão argumentada' da Usada será uma machadada tendenciosa - uma matéria de tabloide financiada pelo contribuinte, reciclando acusações velhas, desmentidas e duvidosas baseadas principalmente em pessoas vingativas, caluniadores contumazes, depoimentos coagidos, acordos com namoradas e histórias induzidas por ameaças", acrescentou Breen.

Armstrong nunca foi flagrado em nenhum exame antidoping, e nega qualquer ato ilegal. Em agosto, no entanto, ele anunciou que não iria contestar as acusações da Usada, e por isso foi banido do esporte pelo resto da vida.

(Reportagem de Gene Cherry)