Acusadores de Armstrong são suspensos após confissão

quinta-feira, 11 de outubro de 2012 19:57 BRT
 

Por Julian Linden

NOVA YORK, 11 Out (Reuters) - Os cinco ciclistas norte-americanos que depuseram contra Lance Armstrong foram suspensos por seis meses depois de confessarem o uso de doping, disse a entidade USA Cycling (federação de ciclismo dos EUA) na quinta-feira.

Tom Danielson, George Hincapie, Levi Leipheimer, Christian Vande Velde e David Zabriskie aceitaram a suspensão como parte de um acordo pelo qual prestarão depoimento jurado à Usada (agência antidoping dos EUA).

A USA Cycling elogiou os ciclistas por confessarem a transgressão, mas disseram que as suspensões serão mantidas, e que os resultados obtidos durante o período em que houve uso confesso de doping serão anulados.

Os cinco ciclistas, todos eles ex-colegas de Armstrong, estão entre as 26 pessoas que depuseram contra o heptacampeão da Volta da França, banido do esporte e privado de todos os seus títulos no mês passado, depois de decidir por não contestar as acusações de doping que lhe foram imputadas.

Armstrong, no entanto, insistiu que é inocente, e seus advogados acusaram a Usada de promover uma "caça às bruxas".

Mas a Usada divulgou na quarta-feira um relatório citando "provas inegáveis" de que Armstrong foi um dos chefes de um esquema sofisticado para a distribuição e consumo de doping entre ciclistas.

 
Ex-ciclista Lance Armstrong é visto ensta foto de agosto deste ano ao caminhar em direção a seu carro após correr com seus fãs no Parque Mount Royal, em Montreal. Os cinco ciclistas norte-americanos que depuseram contra Lance Armstrong foram suspensos por seis meses depois de confessarem o uso de doping, disse a entidade USA Cycling (federação de ciclismo dos EUA) na quinta-feira. 29/08/2012 REUTERS/Christinne Muschi