Técnico do Chelsea nega-se a confirmar Terry como capitão

sexta-feira, 19 de outubro de 2012 14:14 BRT
 

LONDRES, 19 Out (Reuters) - O técnico do Chelsea, Roberto Di Matteo, recusou-se a confirmar se John Terry irá permanecer como capitão do time devido a sua suspensão de quatro jogos domésticos, por ofender racialmente Anton Ferdinand.

Terry foi suspenso por quatro partidas e multado em 220.000 libras (354,9 mil dólares) neste mês, após uma comissão independente da Associação de Futebol (FA) considerá-lo culpado por insultar racialmente Ferdinand no ano passado. A suspensão deve começar a partir de sábado com o jogo contra o Tottenham Hotspur.

Ele tinha até quinta-feira para apelar, mas emitiu um pedido de desculpas pelo insulto dizendo que estava aceitando a proibição, que se aplica apenas para jogos domésticos.

O Chelsea disse na quinta-feira que havia tomado uma ação disciplinar contra o zagueiro, mas Di Matteo não elaborou sobre a questão durante uma entrevista coletiva tensa na sexta-feira, no local de treinamento do clube em Cobham, sul de Londres.

"Nós não discutimos publicamente as questões disciplinares que tomamos contra os nossos jogadores. Elas permanecem confidenciais. Você vai ter que esperar e ver ", respondeu Di Matteo a repórteres, quando foi questionado se manteria Terry como capitão.

"São assuntos internos, as nossas ações contra os nossos jogadores, e nós não vamos falar sobre isso."

Embora ele seja proibido de disputar partidas domésticas, Terry pode jogar na Liga dos Campeões. Questionado se Terry seria o capitão na partida contra o Shakhtar Donetsk, na Ucrânia, na próxima semana, Di Matteo disse: "Você vai ter que esperar até terça-feira."

Embora Terry não tenha se desculpado diretamente com Ferdinand em sua declaração na quinta-feira, Di Matteo disse que o clube apoiou seu pedido de desculpas.

Este fim de semana marca o primeiro aniversário da partida entre o QPR-Chelsea, quando ocorreu o incidente, e também é o fim de semana destinado a uma campanha antirracismo, promovida pela Kick It Out, no qual os jogadores devem usar o slogan da campanha em seus uniformes de aquecimento antes dos jogos.

 
O capitão do Chelsea, John Terry, durante partida da liga inglesa contra o Wolverhampton Wanderers, em Londres. O técnico do Chelsea, Roberto Di Matteo, recusou-se a confirmar se John Terry irá permanecer como capitão do time devido a sua suspensão de quatro jogos domésticos, por ofender racialmente Anton Ferdinand. 25/09/2012 REUTERS/Eddie Keogh