Ex-zagueiro da Inglaterra pede dedução de pontos por racismo

domingo, 21 de outubro de 2012 14:00 BRST
 

Por Mike Collett

LONDRES, 21 Out (Reuters) - Ex-zagueiro central da seleção Inglaterra, Sol Campbell disse que a Uefa (União de Associações de Futebol Europeias na sigla em inglês) deveria descontar pontos, ao invés de aplicar multas a associações de futebol, para inibir o racismo.

Campbell, de 38 anos e convocado 73 vezes para a seleção, afirmou que a Uefa precisa enviar uma mensagem contundente para as associações após os eventos na Sérvia na terça-feira, quando os jogadores da seleção inglesa sub-21 supostamente sofreram ofensas raciais em uma disputa de playoff.

"Foi um desastre. Foi como se não houvesse controle dos torcedores, das autoridades, e para coroar Danny (Rose) foi ofendido o jogo inteiro, atiraram pedras e o chamaram de macaco", disse Campbell no programa Radio Five Live, da BBC, em entrevista neste domingo.

"Para mim foi simplesmente enojante, realmente lamentei por ele e pelos jogadores em campo, porque todos que se preocupam com a Inglaterra devem lamentar".

"Acho que a Uefa deveria descontar pontos, e depois de um tempo, quando não se classificarem mais para estas competições, acho que as pessoas vão começar a acordar", acrescentou o ex-jogador do Tottenham Hotspur e Arsenal, hoje aposentado.

Campbell afirmou, entretanto, que não acredita que a Uefa aja assim.

"Adoraria que a Uefa ou a Fifa fizesse algo a respeito, mas honestamente acredito que não vão fazer nada. Não acho que vão culpá-los, acho que a Sérvia vai escapar dessa", declarou.

A Uefa iniciou uma audiência disciplinar para investigar o que aconteceu na terça-feira, e as associações inglesa e sérvia foram convocadas para comparecer perante um tribunal no dia 22 de novembro.   Continuação...