Pena para agressor de goleiro foi muito branda, diz Leeds

segunda-feira, 22 de outubro de 2012 20:17 BRST
 

22 Out (Reuters) - A pena de 16 semanas de prisão para um torcedor do Leeds United determinada na segunda-feira por ele ter atacado o ex-goleiro da seleção inglesa Chris Kirkland em uma partida contra o Sheffield Wednesday foi branda demais, avaliou o clube.

Aaron Cawley, de 21 anos e procedente de Cheltenham, declarou-se culpado na Corte de Magistrados de Sheffield por agredir e invadir o gramado durante o jogo em Hillsborough na sexta-feira.

Kirkland, o goleiro do Wednesday, levou um soco no rosto e foi derrubado no chão por Cawley momentos depois de ter levado um gol aos 31 minutos do segundo tempo.

Após receber tratamento, conseguiu jogar o restante do jogo, que terminou em 1 x 1.

"Embora estejamos satisfeitos de ver a justiça sendo feita com tanta rapidez, nossa única decepção é que achamos que a pena poderia, e deveria, ter sido consideravelmente mais longa", disse o Leeds em um comunicado no site do clube.

Cawley também foi banido de ir a estádios de futebol por cinco anos pela corte e o Leeds disse que proibiria sua entrada nos jogos no estádio Elland Road por toda a vida dele.

 
Goleiro do time inglês Wingan, Chris Kirkland, é visto nesta foto de arquivo durante partida pela Liga Inglesa, em Londres. 22/09/2009 REUTERS/Russell Cheyne