Fifa autoriza empresas a instalar tecnologia da linha do gol

terça-feira, 23 de outubro de 2012 13:25 BRST
 

ZURIQUE, 23 Out (Reuters) - As empresas fornecedoras da tecnologia da linha do gol GoalRef e Hawk-Eye foram autorizadas a instalar o sistema em todo o mundo após a assinatura de contratos com a Fifa, anunciou a federação nesta terça-feira.

O anúncio acontece um ano após a Fifa ter começado uma busca extensiva por sistemas confiáveis para aferir quando a bola cruza a linha do gol.

"Entre outubro de 2011 e junho de 2012, as duas empresas foram aprovadas por uma série de testes de laboratório e de campo, testes que simularam situações de jogo, assim como testes em jogos de verdade", disse a Fifa em comunicado.

"A conquista no processo da tecnologia da linha do gol, que começou em 2011, significa que as duas empresas agora têm a autorização oficial para instalar seus respectivos sistemas de tecnologia da linha do gol no mundo todo."

A International Board, órgão responsável pelas regras do futebol, aprovou o uso da tecnologia em julho após uma série de incidentes em que árbitros não viram que a bola tinha cruzado a linha do gol em partidas importantes.

No incidente de maior repercussão, um chute de Frank Lampard contra a Alemanha na Copa do Mundo de 2010 claramente cruzou a linha mas o gol não foi validado pelo juiz.

A Fifa disse que os dois sistemas ainda precisam ser testados nos estádios onde serão instalados antes que possam ser utilizados em partidas oficiais.

"Uma vez que o sistema for instalado em um estádio, o sistema passará por uma inspeção final para checar sua funcionalidade", disse a Fifa.

A tecnologia fará sua estreia oficial no Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro, no Japão. Nessa competição, a Fifa planeja utilizar o sistema GoalRef em um estádio e o Hawk-Eye no outro.

(Por Brian Homewood)

 
Khalfan Ibrahim, do Al-Sadd, marca segundo gol contra o Al-Sailiya durante partida do campeonato do Qatar, em Doha. As empresas fornecedoras da tecnologia da linha do gol GoalRef e Hawk-Eye foram autorizadas a instalar o sistema em todo o mundo após a assinatura de contratos com a Fifa, anunciou a federação nesta terça-feira. 21/10/2012 REUTERS/Fadi Al-Assaad