Após crise, torcedores do Málaga vibram com reviravolta notável

quinta-feira, 25 de outubro de 2012 14:37 BRST
 

Por Iain Rogers

MÁLAGA, Espanha, 25 Out (Reuters) - Os torcedores do Málaga que viram o clube aparentemente afundar em uma crise fim do ano passado nunca poderiam ter imaginado que, alguns meses mais tarde, a equipe estaria superando o heptacampeão europeu Milan.

Um gol de Joaquín aos 19 minutos do segundo tempo na quarta-feira garantiu uma vitória memorável por 1 x 0 para os estreantes na Liga dos Campeões, que depois de três vitórias em três jogos lideram o Grupo C com uma vantagem de cinco pontos sobre os italianos.

Os torcedores da casa que se amontoaram no estádio com capacidade para 29.500 para o que provavelmente seria o jogo mais importante da história do clube espanhol sentiram pela primeira vez o sabor de estar na elite do futebol europeu.

Isso estava longe de ser possível tendo em vista as incertezas sobre a atual temporada, depois de boatos de que o dono do time, o xeque Abdullah Bin Nassar Al Thani, estava avaliando vender o Málaga após apenas dois anos.

Alguns dos melhores jogadores do clube partiram e os que ficaram não recebiam os salários em dia, mas Al Thani acabou deixando claro que não estava de saída e o clube anunciou que estava passando por um processo de "reestruturação interna" para torná-lo mais viável financeiramente.

Os resultados em campo têm sido impressionantes, apesar da instabilidade, e o clube do técnico Manuel Pellegrini está muito próximo de conquistar um lugar na próxima fase da Liga dos Campeões.

Além disso, o Málaga está em terceiro na liga espanhola, cinco pontos atrás dos líderes Barcelona e Atlético de Madri, e Pellegrini conseguiu moldar sua equipe em um time que é perigoso no ataque e seguro na defesa.

 
Joaquin Sanchez, do Málaga, comemora gol contra o Milan durante a partida da liga dos campeões no estádio La Rosaleda, em Málaga. 24/10/2012 REUTERS/Marcelo del Pozo