October 28, 2012 / 11:38 AM / 5 years ago

Vettel vence e Alonso é segundo no GP da Índia

4 Min, DE LEITURA

Alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, comemora primeiro lugar no Grande Prêmio da Índia neste domingo ao lado de Fernando Alonso, segundo colocado na prova. 28/10/2012Vivek Prakash

Por Alan Baldwin

GREATER NOIDA, Índia (Reuters) - O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, ganhou o Grande Prêmio da Índia neste domingo e ampliou sua vantagem no campeonato de Fórmula 1 para 13 pontos sobre Fernando Alonso, que ficou em segundo na prova.

A vitória, conquistada de ponta a ponta, foi a quarta seguida do atual bicampeão, que manteve seu domínio na Índia, depois de vencer a corrida inaugural no Circuito Internacional de Buddh no ano passado.

O alemão de 25 anos tem agora 240 pontos, contra 227 do espanhol Alonso, que largou em quinto com a Ferrari, e sua arrancada para o terceiro título consecutivo agora parece incontornável, apesar dos esforços do espanhol.

Sua quinta vitória na temporada foi também a 26a de sua carreira.

"Um Grande Prêmio muito especial. Não sei o que este circuito tem, mas realmente gosto de correr aqui", declarou Vettel, que nas últimas três provas liderou todas as voltas - um feito realizado pela última vez pelo tricampeão Ayrton Senna em 1989.

"Foi mais um bom passo para nós, mas ainda temos um longo caminho".

O australiando Mark Webber terminou em terceiro com sua Red Bull, reclamando de perda de potência no Kers na volta 45. Ele foi ultrapassado por Alonso três voltas depois.

"Não é fácil brigar com as Red Bull no momento, mas nunca iremos desistir", afirmou o espanhol em entrevista no pódio diante da plateia vibrante.

"Parabéns à Red Bull e ao Sebastian, mas queremos estar felizes e aproveitar no Brasil (a última prova do ano, em Interlagos). Não é só aqui. Tenho certeza de que conseguiremos."

Kimi Raikkonen se manteve na terceira colocação na tabela com o sétimo lugar para a Lotus, mas está 67 pontos atrás do líder e meros seis adiante de Webber.

Lewis Hamilton foi o quarto colocado, seguido por seu companheiro de McLaren Jenson Button, que tirou de Vettel a marca da volta mais rápida, mas não tem mais chances matemáticas de disputar o título.

O brasileiro Felipe Massa terminou em sexto pela Ferrari, e o alemão Nico Hulkenberg deu a oitava colocação à equipe da casa, a Force India.

O francês Romain Grosjean cruzou em nono com sua Lotus e o brasileiro Bruno Senna ficou com o último ponto da corrida para a Williams.

O heptacampeão Michael Schumacher, provavelmente o maior nome da modalidade em um país mais afeito ao críquete, bateu na Toro Rosso de Jean-Eric Vergne na largada e foi para os boxes com o pnel direito traseiro furado.

O alemão de 43 anos voltou à pista na lanterna em sua última aparição na Índia. Para piorar, Schumacher ficou uma volta atrás de Vettel após oito voltas e foi investigado por ignorar alertas de bandeira azul. Conta a seu favor que Schumacher batalhou até ser obrigado a se retirar a três voltas do final.

O mexicano Sergio Pérez desistiu da prova depois de também ter um pneu furado quando sua Sauber atingiu a frente da Toro Rosso do australiano Daniel Ricciardo quando os dois saíam dos boxes na 20a volta.

"Foi um final de semana difícil. O toque em Ricciardo danificou a suspensão traseira do carro e pronto, acabou", disse Pérez, que vai para a McLaren na próxima temporada.

Narain Karthikeyan, o único piloto indiano, terminou em 21o com sua HRT, escuderia espanhola.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below