Ray Leonard conta sobre abusos e faz campanha contra agressão sexual

segunda-feira, 29 de outubro de 2012 20:12 BRST
 

Por Mark Shade

STATE COLLEGE, Estados Unidos, 29 Out (Reuters) - O lendário pugilista Sugar Ray Leonard contou na segunda-feira a uma plateia universitária como sofreu abusos sexuais de treinadores nos quais confiava, e disse que pretende estimular outras vítimas a denunciarem casos à polícia.

Semanas atrás, um ex-treinador de futebol americano ligado à Universidade Estadual da Pensilvânia foi condenado a penas de 30 a 60 anos de prisão por causa de abusos sexuais cometidos contra dez meninos num programa para jovens vulneráveis. Vários dirigentes e técnicos da universidade foram demitidos por causa do episódio.

Leonard, de 56 anos, que se aposentou do boxe após ser campeão mundial em cinco categorias, disse que sofreu abusos semelhantes quando jovem.

"Confiança é uma coisa sagrada, especialmente para jovens, garotos, ou um jovem pugilista, então eu confiei nessa gente, nesses indivíduos que impactaram minha vida", disse ele num auditório lotado da Universidade Estadual da Pensilvânia.

O ex-campeão disse que recorreu ao álcool e às drogas para "amortecer" a vergonha por ser vítima. "Eu me bati durante anos", disse ele no início de uma conferência de dois dias promovida pela universidade para discutir o tema.

Sob aplausos, o ex-pugilista prometeu ser "o garoto propaganda" dessa causa. "Não me importo. Serei esse líder. Vou ficar lá e dizer: ‘Sim, algo precisa ser feito agora. Não depois, agora'", afirmou Leonard.