Falcao diz que futuro no Atlético de Madri não depende dele

terça-feira, 30 de outubro de 2012 11:50 BRST
 

MADRI, 30 Out (Reuters) - O atacante colombiano Radamel Falcao disse nesta terça-feira, em entrevista a uma TV espanhola, que o futuro no Atlético de Madrid depende de fatores alheios a seu controle.

Em grande fase, o jogador de 26 anos é na atualidade um dos maiores patrimônios em poder de um clube europeu. Desde o início da atual temporada, ele marcou gols em 11 partidas consecutivas por seu time e pela seleção colombiana, o que ajudou o invicto Atlético a alcançar a ponta do Campeonato Espanhol em número de pontos, ao lado do Barcelona.

"Não sei nem o que eu vou fazer amanhã", disse o "Tigre" ao ser questionado sobre seu destino ao final da atual temporada. "Estou feliz aqui e aproveitando as coisas no presente. Não estou pensando em sair, só em jogar esta temporada, e espero que tudo corra bem."

Falcao, indicado pela Fifa na segunda-feira ao prêmio Bola de Ouro de melhor jogador do ano, apareceu no radar de vários times europeus depois de marcar dois gols na final da Liga Europa, vencida pelo Atlético em maio.

Ele também marcou três vezes na vitória sobre o Chelsea pela Supercopa Europeia, em agosto.

"O clube tem necessidades e depende de certos resultados", disse o colombiano. "Há muitos fatores. A economia do clube, entrar na Liga dos Campeões... Depois, o Atlético e as pessoas responsáveis vão decidir o que fazer com o meu futuro. Muitas vezes os jogadores são os últimos a saber."

O Atlético foi o quinto colocado no último Campeonato Espanhol, o que lhe permitiu voltar à Liga Europa. Atualmente, o time soma 25 pontos em nove rodadas no torneio nacional, e só está atrás do Barça no saldo de gols.

(Reportagem de Mark Elkington)

 
Radamel Falcao, do Atlético de Madrid, comemora gol contra o Real Sociedad durante campeonato espanhol no estádio de Anoeta, em San Sebastian. O atacante colombiano disse, em entrevista a uma TV espanhola, que o futuro no Atlético de Madrid depende de fatores alheios a seu controle. 21/10/2012 REUTERS/Felix Ordonez