8 de Novembro de 2012 / às 14:42 / em 5 anos

Fifa confirma Copa das Confederações em 6 sedes mas faz alerta

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO, 8 Nov (Reuters) - A Fifa anunciou nesta quinta-feira que a Copa das Confederações será disputada em seis sedes, incluindo Recife, que esteve em dúvida para o torneio devido a atrasos nas obras, mas a federação internacional voltou a demonstrar preocupação com o ritmo dos preparativos do Brasil.

As outras cidades confirmadas para o torneio de 2013, que serve como principal teste para a Copa do Mundo de 2014, são Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro e Salvador.

Walter De Gregorio, diretor de comunicação da Fifa e representante da entidade no evento em que as sedes foram confirmadas, ressaltou que apenas dois estádios estão dentro do cronograma inicial: Belo Horizonte e Fortaleza, já que a Fifa havia determinado dezembro deste ano como limite para a entrega das arenas da Copa das Confederações.

“Pela primeira vez postergamos o prazo em dois meses, para o final de fevereiro”, disse. “Mas estamos preocupados, pois os estádios não serão entregues como planejados desde o início... Chegamos a um ponto que não há retorno, e temos pouco tempo”.

A Arena Pernambuco está com 70,5 por cento de seus trabalhos concluídos, segundo estimativa da construtora responsável pelas obras, após a instalação da cobertura da Ala Sul e da fixação de três módulos da estrutura superior. O prazo de conclusão é fevereiro de 2013, quatro meses antes da Copa das Confederações.

A Fifa já havia selecionado as seis cidades para a competição, mas o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, colocou em dúvida se os seis estádios estariam prontos a tempo, e a arena de Recife era a que mais preocupava.

O governo e o comitê organizador local (COL), por outro lado, sempre mostraram confiança na manutenção da capital pernambucana no torneio.

“O anúncio configura um marco oficial da realização deste evento, confirma a elevada cooperação para o êxito deste evento entre a Fifa, o COL e o Estado brasileiro... Que o Brasil supere o desafio de entregar ao mundo uma Copa do Mundo exemplar”, disse o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

O presidente do COL, José Maria Marin, destacou que “pela primeira vez metade dos estádios da Copa do Mundo serão entregues e testados um ano antes”.

Marin, no entanto, admitiu atrasos nos preparativos para o torneio. “Ao analisar os relatórios técnicos, a Fifa, o COL e o governo federal identificaram que em alguns casos o cronograma é apertado”.

ACOMPANHAMENTO SEMANAL

As seis arenas que vão participar da Copa das Confederações terão que fazer ao menos um evento-teste até metade de abril, e o COL disse que vai ampliar o monitoramento das obras nas cidades-sede. A partir de agora os relatórios dos estádios passarão de mensais para semanais.

“Nosso time de especialistas técnicos irá intensificar o trabalho de acompanhamento das obras com 12 câmeras ao vivo e in loco nas seis sedes”, disse Marin.

“Talvez não tenhamos escolhido o caminho mais fácil, mas sim o caminho que, tenho certeza, trará benefícios para um número maior de brasileiros.”

O diretor de comunicação da Fifa afirmou que a entidade não tem “plano B” para qualquer eventualidade. “Se não estivéssemos convencidos de que (os estádios) estariam prontos para 15 de abril, não teríamos selecionado.”

Gregorio explicou que dois fatores levaram a Fifa a optar pelas seis sedes: relatórios técnicos e o comprometimento político.

“A questão política faz parte daquilo que é importante, o comprometimento, e no Brasil o comprometimento é de 100 por cento em todos os níveis de governo”, disse.

DENTRO DE CAMPO

O ex-atacante Ronaldo, membro do COL, parabenizou as cidades escolhidas e lembrou que a Copa as Confederações é um evento que todos os jogadores gostam de atuar. Ele disse que participou da edição de 1997, quando o Brasil venceu a Austrália na final por 6 x 0, com três gols dele e três de Romário.

Para o ano que vem, Ronaldo prevê uma pressão muito grande da torcida sobre o Brasil, mas acredita que o time do técnico Mano Menezes está bem preparado.

“Apesar de ser uma cobrança muito grande na seleção, eu acho que a seleção brasileira está pronta. Com certeza será também um evento teste para a Copa do Mundo, vai ser uma pressão muito grande”, disse ele, que brincou com Marin: “Eu até emagreci, mas não dá para jogar não”.

A Copa das Confederações será disputada de 15 a 30 de junho, e os ingressos serão vendidos a partir de 3 de dezembro.

Estão confirmadas para o torneio as seleções de Brasil, Espanha, Itália, Uruguai, México, Japão e Taiti. Falta apenas definir o representante africano, que sairá da Copa Africana de Nações, a ser disputada no início de 2013.

O Brasil vai abrir o torneio em Brasília, no dia 15 de junho, e a final será disputada no Maracanã, no dia 30 de junho.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below