Fifa confirma Copa das Confederações em 6 sedes mas faz alerta

quinta-feira, 8 de novembro de 2012 19:26 BRST
 

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO, 8 Nov (Reuters) - A Fifa anunciou nesta quinta-feira que a Copa das Confederações será disputada em seis sedes, incluindo Recife, que esteve em dúvida para o torneio devido a atrasos nas obras, mas a federação internacional voltou a demonstrar preocupação com o ritmo dos preparativos do Brasil.

As outras cidades confirmadas para o torneio de 2013, que serve como principal teste para a Copa do Mundo de 2014, são Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro e Salvador.

Walter De Gregorio, diretor de comunicação da Fifa e representante da entidade no evento em que as sedes foram confirmadas, ressaltou que apenas dois estádios estão dentro do cronograma inicial: Belo Horizonte e Fortaleza, já que a Fifa havia determinado dezembro deste ano como limite para a entrega das arenas da Copa das Confederações.

"Pela primeira vez postergamos o prazo em dois meses, para o final de fevereiro", disse. "Mas estamos preocupados, pois os estádios não serão entregues como planejados desde o início... Chegamos a um ponto que não há retorno, e temos pouco tempo".

A Arena Pernambuco está com 70,5 por cento de seus trabalhos concluídos, segundo estimativa da construtora responsável pelas obras, após a instalação da cobertura da Ala Sul e da fixação de três módulos da estrutura superior. O prazo de conclusão é fevereiro de 2013, quatro meses antes da Copa das Confederações.

A Fifa já havia selecionado as seis cidades para a competição, mas o secretário-geral da entidade, Jérôme Valcke, colocou em dúvida se os seis estádios estariam prontos a tempo, e a arena de Recife era a que mais preocupava.

O governo e o comitê organizador local (COL), por outro lado, sempre mostraram confiança na manutenção da capital pernambucana no torneio.

"O anúncio configura um marco oficial da realização deste evento, confirma a elevada cooperação para o êxito deste evento entre a Fifa, o COL e o Estado brasileiro... Que o Brasil supere o desafio de entregar ao mundo uma Copa do Mundo exemplar", disse o ministro do Esporte, Aldo Rebelo.   Continuação...