Aldo diz que não vê relação entre eventos esportivos e royalties

quinta-feira, 8 de novembro de 2012 14:25 BRST
 

SÃO PAULO, 8 Nov (Reuters) - O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, rebateu declaração do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, ao afirmar nesta quinta-feira que não vê qualquer relação entre a distribuição dos royalties do petróleo e a realização de eventos esportivos.

Cabral disse na quarta-feira, um dia após a Câmara dos Deputados ter aprovado o projeto que propõe nova divisão dos royalties do petróleo, que o Rio de Janeiro não teria condições financeiras de realizar os Jogos Olímpicos e partidas da Copa de 2014 com a nova distribuição.

Mas, segundo o ministro, a questão dos royalties não está concluída porque a presidente Dilma Rousseff ainda não sancionou a lei. Nesta quinta-feira, Dilma disse que ainda não recebeu o texto e evitou comentar as alterações em relação à proposta original que desagradaram o governo.

"(A decisão) sobre a partilha dos royalties de petróleo ainda não está concluída. A presidente tem instrumentos e meios para interferir nessa decisão. Ela é inconclusa. Eu não tenho como interpretar qual seria a relação entre Copa das Confederações, Copa do Mundo e os royalties", disse o ministro em entrevista coletiva em São Paulo.

"Não consigo conceber qual a relação entre um episódio que ainda está em curso. A decisão final é após a sanção. Não vejo sentido nessa discussão", acrescentou.

A Câmara aprovou na terça-feira projeto votado anteriormente pelo Senado que modifica a distribuição de royalties do petróleo, reduzindo a participação da União e de Estados e municípios produtores e elevando o recebimento dos recursos pelos não produtores.

(Por Tatiana Ramil)