UFC vê evento em Macau como ponte para ampliar alcance na China

sexta-feira, 9 de novembro de 2012 13:32 BRST
 

Por Peter Rutherford

MACAU, 9 Nov (Reuters) - Vídeos da primeira vitória de Zhang Tiequan no Ultimate Fighting Championship atingiram 100 milhões de visualizações na China, mas o chefe de operações do UFC na Ásia disse que o alcance do MMA sequer começou no país mais populoso do mundo.

Mark Fischer, falando antes da primeira incursão do UFC na China, com o evento de sábado no The Venetian Resort Hotel, em Macau, disse à Reuters que o longa histórico da China nas artes marciais torna o país um destino ideal para o UFC.

O surgimento de Zhang, um especialista na arte marcial chinesa do sanshou, ajuda os fãs locais a se identificar com o esporte e, finalmente, criar uma dinâmica no que poderia ser um enorme mercado para o UFC, acrescentou.

"O UFC tem um potencial tremendo na China. Para muitas pessoas, a China foi o berço das artes marciais, então quando um deles venceu de forma emocionante, isso foi visto muitas e muitas vezes por milhões de pessoas", disse Fischer.

Zhang venceu o norte-americano Jason Reinhardt com uma guilhotina em apenas 48 segundos de luta em Sydney, no ano passado.

"Esse é o poder do nosso esporte. Ele gera esse tipo de emoção e atrai reação das pessoas muito rapidamente."

AMPLIANDO O ALCANCE

Um dos esportes que mais crescem no mundo, o MMA é um esporte de contato completo que permite aos lutadores misturar técnicas de artes marciais como o boxe, jiu-jitsu, muay thai, luta livre e judô.   Continuação...