18 de Novembro de 2012 / às 19:33 / em 5 anos

Tapete vermelho e helicópteros marcam volta da F-1 aos EUA

AUSTIN, 18 Nov (Reuters) - Celebridades e fãs da Fórmula 1 de todo o mundo foram a exposições artísticas, tardes de autógrafos, desfiles de moda e festas neste fim de semana na capital do Texas, que sedia o primeiro Grande Prêmio de Fórmula 1 nos Estados Unidos em cinco anos.

A série de eventos fora de pista para celebrar a corrida deste domingo formam uma mudança em relação às extravagâncias que ocorrem na cidade, como o Austin City Limits Music Festival e outros eventos da arte, da música e da indústria cinematográfica.

“A resposta tem sido extraordinária, superando até a nossa expectativa mais otimista”, afirmou Nicholas Frankl, que produziu as festas da Fórmula 1 em Mônaco, Cannes, Abu Dhabi, Miami e Londres.

A festança de Frankl no complexo Ballet Austin, com ingressos que passam dos 9 mil dólares, teve até garrafas de champanhe Comte de Mazeray com ouro fundido. Lamborghinis novas e antigas estavam alinhadas no estacionamento do evento.

No Full Tilt Fashion Show, do W Hotel, participantes que pagaram 300 dólares ganharam um champanhe e um cocktail, tiveram tapete vermelho e um show com peças de Hugo Boss, Versace e a estilista de Austin, Linda Asaf.

“Isso se torna uma troca intercultural”, afirmou o estilista Paulo Moore, residente de Austin, que vem da Argentina e também viveu na Suíça e em Mônaco. “Eu me sinto como um cidadão do mundo, e (a Fórmula 1) está abrindo essa grande janela para que possamos entreter e acomodar diferentes pessoas”.

Mais de 100 mil expectadores devem assistir à corrida, de acordo com o jornal Austin American-Stateman, que também citou uma autoridade da corrida afirmando que 120 mil ingressos tinham sido vendidos até a quinta-feira.

Frankl disse que três quartos dos participantes eram de fora da cidade ou do país.

O Circuito das Américas, que sediará o Grande Prêmio dos EUA de Fórmula 1, afirmou que celebridades são esperadas para a prova, inclusive os cineastas George Lucas e Ron Howard, os atores Kyle Chandler, Luke Wilson, Patrick Dempsey e Matthew LeBlanc, o músico Enrique Iglesias e a ex-legisladora Gabrielle Giffords e seu marido, o astronauta aposentado Mark Kelly.

Muitos convidados VIP chegavam de helicóptero aos seis heliportos do circuito, que custou 400 milhões de dólares. A área foi preparada pela empresa Charlie Bravo Charter, que afirmou ter 500 voos agendados para o fim de semana.

O campeão da Fórmula 1 Mario Andretti foi um dos que chegaram de helicóptero. Andretti, de 72 anos, afirmou que, embora a pista tenha sido a melhor projetada para o público que ele já viu, ele não espera uma grande reação dos visitantes estrangeiros.

“O contingente da Fórmula 1 é muito acostumado e estar no Taj Mahal”, disse Andretti, um embaixador do Circuito das Américas. “Nada vai impressioná-los”.

Reportagem de Melanie Warner

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below