Portorriquenho campeão de boxe Camacho sofre morte cerebral após tiro

quinta-feira, 22 de novembro de 2012 14:02 BRST
 

SAN JUAN, Porto Rico, 22 Nov (Reuters) - O tricampeão mundial de boxe Hector "Macho" Camacho, de 50 anos, sofreu morte cerebral após levar um tiro em Porto Rico, informou o médico dele nesta quinta-feira.

Familiares devem decidir nesta quinta-feira se desligam as máquinas que mantêm Camacho respirando, disse o médico Ernesto Torres, diretor do centro médico Rio Piedras, em Porto Rico.

Camacho "é clinicamente morto cerebral", disse Torres a repórteres. "Fizemos tudo o que podíamos".

Camacho foi atingido por disparos no pescoço e no rosto na noite de terça-feira após sentar em um carro estacionado em Bayamon, um subúrbio da capital San Juan. O motorista morreu, e a polícia não encontrou um motivo para o incidente.

Camacho foi atingido na mandíbula por uma bala que fraturou duas vértebras e se alojou no ombro. Torres disse que Camacho estava em coma profundo.

(Reportagem da Reuters em San Juan)

 
O tricampeão mundial de boxe de Porto Rico Hector "Macho" Camacho posa durante filmagem do programa Upfront, em Guaynabo. Camacho, de 50 anos, sofreu morte cerebral após levar um tiro em Porto Rico, informou o médico dele nesta quinta-feira. Foto de Arquivo. 14/10/2010 REUTERS/Alvin Baez