Hamilton diz que vai voltar à McLaren... para jantar

quinta-feira, 22 de novembro de 2012 16:50 BRST
 

Por Alan Baldwin

SÃO PAULO, 22 Nov (Reuters) - Lewis Hamilton disse à equipe McLaren que espera voltar no futuro após ter decidido transferir-se para a Mercedes na próxima temporada -- mas apenas para jantar.

O campeão mundial de 2008 vai despedir-se da equipe onde estreou na Fórmula 1 em 2007, e que o apoiou desde a adolescência, após o GP Brasil que encerra a temporada, no domingo.

O britânico disse a repórteres no circuito de Interlagos nesta quinta-feira que vai deixar a McLaren com as melhores lembranças possíveis.

"Só tenho boas lembranças", disse ele. "Eu saio apenas com as melhores lembranças, as melhores experiências e espero que com vários bons amigos que continuarão sendo amigos no futuro."

"Mesmo estando na Mercedes, provavelmente vou continuar voltando para almoçar e jantar aqui porque a comida é muito boa", brincou. "Espero que na Mercedes seja tão boa quanto aqui."

O piloto da McLaren chegou a São Paulo após vencer o GP dos EUA no novo circuito de Austin, no Texas, e espera fechar seu ciclo na McLaren com mais uma vitória exatamente no circuito onde conquistou o título mundial.

"O Brasil foi local de algumas corridas épicas para mim durante meu período na McLaren e, por muitas razões, este fim de semana será uma corrida muito importante para mim", disse Hamilton.

"Eu quase conquistei o título aqui em 2007, consegui na última curva de 2008 e guiei como um louco para chegar ao pódio em 2009", acrescentou o piloto de 27 anos. "Mas eu nunca ganhei e é isso que eu vou buscar desta vez."

Hamilton pode ter participação decisiva na disputa do título, particularmente se ficar à frente do espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, que precisa no mínimo chegar ao pódio para ter chances de conquistar seu terceiro título mundial.

O alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, está 13 pontos à frente de Alonso e precisa apenas terminar em 4o para levar o tricampeonato consecutivo.

 
O piloto de Fórmula Um da McLaren Lewis Hamilton pausa no autódromo de Interlagos em São Paulo. 22/11/2012 REUTERS/Paulo Whitaker