23 de Novembro de 2012 / às 22:28 / 5 anos atrás

ENTREVISTA-Ciente da idade, Bolt quer bater recordes

Por Catherine MacDonald

BARCELONA, 23 Nov (Reuters) - Consciente de que não está ficando mais jovem, Usain Bolt vai tentar melhorar em 2013 seus recordes mundiais dos 100 e 200 metros rasos, depois de repetir o título olímpico neste ano em Londres.

O carismático jamaicano, de 26 anos, estabeleceu os atuais recordes no Mundial de Berlim, em 2009. Falando à TV Reuters em Barcelona, onde participa das comemorações do centenário da Federação Internacional de Atletismo (Iaaf), ele disse que no ano que vem tentará ser mais veloz do que nunca.

“Esse ano vai ser todo da velocidade, tentar ver até que ponto posso ser rápido”, afirmou. “Quero ver o que posso fazer. Estou ficando mais velho, então devo tentar ir o mais rápido possível que eu puder agora. Acho que esse será o principal foco, desde que tudo corra bem conforme queremos, sem lesões ou coisas assim, deve ser uma boa temporada.”

Depois de se tornar o primeiro homem a conquistar os títulos dos 100 e 200 metros em duas Olimpíadas consecutivas, ele disse que pretende buscar novos desafios, o que poderia incluir a prova dos 400 metros ou até mesmo o salto em distância.

Mas na sexta-feira ele descartou a segunda hipótese, por causa de um alerta do seu técnico sobre o risco de lesão nos joelhos.

O principal concorrente de Bolt no ano que vem deve continuar sendo seu compatriota Yohan Blake, três anos mais novo que ele.

“Blake também parece bom para essa temporada. Estou ansioso pela competição. Os mais jovens que estão aparecendo me entusiasmam: quem vai ser meu próximo desafiante?”

“Blake se apresentou, provei para ele que sou o melhor, e provei para o mundo repetidamente, ano após ano, que eu sou o melhor. Então, para mim, estou esperando o próximo desafio, o próximo cara que vai se apresentar.”

Numa entrevista coletiva posterior, Bolt disse que não considera que deva correr contra Blake, seu colega de treinos, mais do que uma ou duas vezes por ano. E descartou disputar os 400 metros em 2013.

“Quando a gente tem duas provas numa temporada, é muito mais interessante para todos virem nos ver. Não acho que devamos correr mais do que uma ou duas vezes por ano. Não acho que eu deva colocar meu corpo sob tanto estresse.”

Olhando mais para o futuro, os Jogos da Commonwealth, a serem disputados em 2014 em Glasgow, também estão na sua agenda, mas Bolt disse que a decisão de competir ou não caberá ao treinador Glen Mills

“Esse é o único título que não tenho, então acho que é algo que eu vou atrás, mesmo se for só para fazer uma só prova.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below