26 de Novembro de 2012 / às 19:18 / 5 anos atrás

Fifa alerta Brasil a se preparar para recepção de torcedores

Secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, gesticula durante coletiva de imprensa na Suíça, em julho. O Brasil foi alertado pela entidade nesta segunda-feira a começar a se preocupar com a recepção de cerca de 500.000 torcedores para a Copa do Mundo de 2014. 05/07/2012Michael Buholzer

Por Brian Homewood

RIO DE JANEIRO, 26 Nov (Reuters) - O Brasil foi alertado pela Fifa nesta segunda-feira a começar a se preocupar com a recepção de cerca de 500.000 torcedores para a Copa do Mundo de 2014.

O secretário-geral da entidade que controla o futebol mundial, Jérôme Valcke, disse que tudo estará em ordem para as seleções, mas que os torcedores não devem ser negligenciados, especialmente devido à vasta dimensão do país.

"Não é com relação às autoridades, às equipes ou à própria Fifa. Temos voos fretados e acomodações para eles, temos que pensar nos torcedores, precisamos que esses torcedores apoiem seus times", disse Valcke.

O tráfego aéreo brasileiro já está sobrecarregado e muitas viagens envolvem várias paradas e desvios. Além disso, viagens rodoviárias entre regiões diferentes podem durar dias.

Em alguns casos, segundo Valcke, os torcedores teriam que chegar e sair dos locais de competição no mesmo dia devido à falta de quartos de hotel.

"Temos uma cidade que eu não vou nomear onde há 17.000 quartos e 45.000 lugares no estádio, então a única solução seria ter três pessoas em uma cama", declarou.

"Mas nós já mudamos da conversa sobre os problemas para a conversa sobre as soluções. Podemos identificar e responder aos problemas."

No começo deste ano, Valcke disse que o Brasil precisava levar um "chute no traseiro" para acelerar os preparativos para o Mundial, o que causou uma crise com o governo, só contornada após um pedido de desculpas. Os dois lados têm agora uma relação mais harmoniosa.

"É uma questão de maturidade, idade, entendimento", afirmou. "Encontramos uma forma de trabalhar juntos e isso é o mais importante."

"Não estamos mais entrando em confronto, isto não tem sentido. Um casal pode se divorciar, mas numa parceria de Copa do Mundo, você não pode", disse.

"Algumas vezes você perde o controle, e você diz coisas e fica nervoso, e então você aprende que é bom ter paciência. No momento, estamos trabalhando bem", acrescentou.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below