December 9, 2012 / 2:02 PM / 5 years ago

Al-Ahly bate Hiroshima e enfrenta Corinthians em semifinal

3 Min, DE LEITURA

Lee Keun-ho (direita), do sul-coreano Ulsan Hhundai, e Cesar Delgado, do mexicano Monterrey, disputam a bola durante partida de futebol em Toyota, Japão. 9/12/2012Toru Hanai

TÓQUIO, 9 Dez (Reuters) - O campeão africano Al-Ahly bateu neste domingo o Sanfrecce Hiroshima, campeão da liga japonesa, por 2 x 1 e será o rival do Corinthians na semifinal do Mundial de Clubes, em Toyota, na quarta-feira.

Elsayed Hamdi colocou os egípcios na dianteira aos 15 minutos, mas Hisato Sato empatou com um chute forte de pé direito.

Após três minutos, o Hiroshima perdeu o goleiro Shusaku Nishikawa, que saiu de maca com manchas de sangue na camisa depois de levar uma joelhada no rosto.

Hossam Ghaly, capitão do Ahly, saiu em seguida com uma lesão no joelho e foi substituído por Mohamed Aboutrika, famoso em seu país natal por marcar o gol que deu ao Egito o título da Copa Africana das Nações em 2008.

Aboutrika, verdadeiro talismã do Ahly, conferiu aos 12 minutos do segundo tempo e deu a vaga aos egípcios.

"Foi uma partida muito difícil", declarou Hossam El Badry, treinador do Al-Ahly. "O Hiroshima estava muito organizado, mas tínhamos feito a lição de casa e acho que merecemos vencer".

O meia-atacante argentino César Delgado marcou dois gols para o clube mexicano Monterrey na vitória de 3 x 1 sobre o sul-coreano Ulsan Hyundai neste domingo, também garantindo uma vaga na semifinal do Mundial de Clubes com o inglês Chelsea.

Um Monterrey de passes ligeiros dominou o jogo sob a neve suave da cidade de Toyota e mostrou o suficiente para dar a entender que não facilitará para o Chelsea.

"Se jogarmos contra o Chelsea como hoje, teremos uma chance", disse Victor Vucetich, técnico do Monterrey, a repórteres.

Jesús Corona abriu o placar aos nove minutos, finalizando uma linda jogada com três homens na beira do gol. Aos 32 da etapa complementar, ele ajeitou com um toque de calcanhar para Delgado.

Delgado conferiu seu segundo sete minutos mais tarde e encerrou a partida, na qual o tira-teima instalado na linha do gol e conhecido como ‘Hawk-Eye' (olho de falcão) foi usado pela primeira vez. O Ulsan conseguiu um gol de consolação graças a Lee Keun-ho.

O Chelsea, que sofre pressão para erguer o troféu no Japão depois de se tornar o primeiro ex-campeão da Liga dos Campeões a ser eliminado na fase de grupos, enfrenta o Monterrey em Yokohama um dia depois.

Reportagem de Alastair Himmer

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below