Grã-Bretanha quer novo inquérito sobre morte de 96 torcedores

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012 20:46 BRST
 

LONDRES, 10 Dez (Reuters) - As mortes de 96 torcedores de futebol no pior desastre esportivo da Grã-Bretanha podem voltar a ser investigadas, depois que o promotor-chefe do país lançou na segunda-feira um pedido formal para revogar os veredictos dos inquéritos judiciais.

Os torcedores do Liverpool morreram na queda de uma arquibancada superlotada do estádio na cidade de Sheffield, no norte do país, em 15 de abril de 1989, durante uma partida de semifinal da FA Cup contra o Nottingham Forest.

O procurador-geral Dominic Grieve entrou com um pedido na Suprema Corte para derrubar os veredictos de "morte acidental" dos inquéritos originais com relação à tragédia no estádio Hillsborough.

Um inquérito independente concluiu em setembro que a polícia tentou desviar a culpa para os torcedores para encobrir a própria incompetência e sugeriu que 41 vidas poderiam ter sido salvas se a resposta da equipe de emergência tivesse sido mais rápida.

"A principal razão para o pedido é a nova evidência médica. A alteração das evidências dos serviços policiais e emergenciais é um fator de apoio, assim como a segurança do estádio", disse o gabinete do procurador-geral em comunicado.

As famílias das vítimas fazem campanha há mais de 20 anos para cancelar as versões oficiais que caluniam os torcedores, culpando-os por estarem bêbados, sem ingressos e por terem tentado abrir à força caminho na multidão.

No devido tempo o tribunal estabelecerá uma data para a audiência, dizia o comunicado.

(Reportagem de Alessandra Prentice)