Jogadores do Chelsea são assediados em café no Japão

terça-feira, 11 de dezembro de 2012 11:24 BRST
 

Por Alastair Himmer

YOKOHAMA, 11 Dez (Reuters) - Dois jogadores do Chelsea foram cercados por torcedores ao entrarem num café da rede Starbucks no Japão, nesta terça-feira, depois de um treino para o Mundial de Clubes.

O zagueiro Paulo Ferreira ainda conseguiu comprar uma caneca de souvenir do Starbucks de Yokohama, mas seu colega Peter Cech, goleiro, saiu de mãos abanando por causa do assédio dos torcedores.

"Você quer tomar aqui ou voltar (para o hotel)?", perguntou Cech, limitando-se a um cafezinho rápido.

Observados de perto por seguranças, os dois jogadores deram autógrafos e posaram pacientemente para os fãs, até que Ferreira, nervoso, decidiu voltar ao hotel.

Fãs japoneses ficaram deslumbrados com o encontro. "Brilhante!", disse à Reuters o estudante Shohei Tanimura, de 21 anos. "Foi uma sorte. Eu só vim tomar um café rápido. O Cech é enorme, ainda maior do que parece na TV".

O Chelsea estreia no Mundial na quinta-feira, contra o mexicano Monterrey. A equipe inglesa poderá fazer a final no domingo contra o Corinthians, que na quarta-feira joga a semifinal contra o Al Ahly, do Egito.

 
Frank Lampard e Juan Mata do Chelsea dão autógrafos para fãs na chegada do time ao aeroporto internacional de Tóquio. Dois jogadores do Chelsea foram cercados por torcedores ao entrarem num café da rede Starbucks no Japão, nesta terça-feira, depois de um treino para o Mundial de Clubes. 9/12/2012 REUTERS/Kim Kyung-Hoon