Manchester City reduz prejuízo após título inglês

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012 19:27 BRST
 

LONDRES, 14 Dez (Reuters) - O Manchester City reduziu seu prejuízo para 97,9 milhões de libras (157,8 milhões de dólares) no período de 2011-12, depois de conquistar seu primeiro título inglês desde 1968.

O clube, bancado pelo xeique Mansour Bin Zayed Al Nahyan, membro da família real de Abu Dhabi, havia tido um déficit de 197,5 milhões de libras no ano anterior, o maior prejuízo já registrado no futebol britânico.

Embora continue no vermelho, o City disse estar bem posicionado para cumprir novas regras adotadas pela Uefa, que obrigam os times a sanearem suas finanças sob pena de exclusão de competições continentais.

O clube observou que alguns gastos e investimentos da temporada passada serão cobertos por isenções previstas nas novas regras.

O executivo-chefe Ferran Soriano disse que a prioridade do City é ter sucesso dentro de campo, pois isso gerará crescimento comercial e dinheiro para gastar no time.

"Este ciclo será crucial para alcançar a antiga ambição de sustentabilidade no Manchester City", disse ele em nota, citando planos para a construção de um centro para jovens jogadores vizinho ao estádio Eithad.

"É minha crença de que esse projeto e a perspectiva de longo prazo para o nosso proprietário irá diferenciar ainda mais o clube dos seus competidores no futuro", acrescentou.

(Por Keith Weir)