Lance Armstrong pode confessar que usou doping, diz NY Times

sábado, 5 de janeiro de 2013 13:32 BRST
 

5 Jan (Reuters) - Lance Armstrong, o ciclista norte-americano que está no centro do maior escândalo de doping na história do esporte, pode confessar que usou substâncias proibidas para melhorar o desempenho durante a carreira, noticiou o New York Times na edição deste sábado, citando "várias pessoas com conhecimento direto da situação".

O jornal disse que Armstrong, de 41 anos, disse a amigos e autoridades antidoping que pode confessar com a esperança de convencer as autoridades antidoping a permitir que ele volte a competir em eventos esportivos que aderem ao Código Mundial Antidoping, pelo qual Armstrong está atualmente sujeito a uma punição vitalícia.

Tal admissão seria uma mudança dramática de postura de Armstrong, que tem negado veementemente o doping durante anos.

Perguntado se uma confissão viria da parte de Armstrong, Tim Herman, advogado de longa data do ciclista, respondeu ao Times: "Lance precisa falar por si mesmo sobre isso".

O jornal, citando "uma pessoa informada sobre a situação," disse que Armstrong tem tido conversas com a Agência Antidoping dos EUA (usada) e que se reuniu com Travis Tygart, diretor executivo da agência.

O jornal, citando a mesma fonte, disse que Armstrong também está tentando se reunir com David Howman, diretor-geral da Agência Mundial Antidoping (Wada).

O advogado de Armstrong negou que seu cliente tenha falado com Tygart.

Um relatório da Usada de 10 de outubro criticou o envolvimento de Armstrong no que chamou do "programa de doping mais sofisticado, profissional e bem-sucedido que o esporte já viu."

Menos de duas semanas depois, as sete vitórias de Armstrong no Tour de France foram anuladas e ele foi banido do ciclismo para o resto da vida, depois que a União Internacional do Ciclismo ratificou as sanções da Usada contra ele.

(Reportagem de James B. Kelleher)

 
Homem fotografa caricatura gigante do ciclista norte-americano Lance Armstrong na Inglaterra, em novmbro.Armstrong, que está no centro do maior escândalo de doping na história do esporte, pode confessar que usou substâncias proibidas para melhorar o desempenho durante a carreira, noticiou o New York Times na edição deste sábado, citando "várias pessoas com conhecimento direto da situação". 03/11/2012 REUTERS/Toby Melville