Reformas da Fifa serão colocadas sob o microscópio

sexta-feira, 11 de janeiro de 2013 12:32 BRST
 

BERNA, 11 Jan (Reuters) - Dirigentes do futebol europeu vão se reunir neste mês para discutir propostas de reformas para a Fifa, incluindo um limite de idade para o presidente da entidade e uma restrição ao número de mandatos à frente da organização que dirige o futebol mundial.

Um grupo de trabalho montado para revisar os estatutos da Fifa propôs limitar em 72 anos a idade do presidente da entidade e dos membros do comitê-executivo, levando em conta para isso a época da sua eleição, reeleição ou nomeação.

O grupo também propôs que os dirigentes possam cumprir no máximo dois mandatos de quatro anos.

Outras questões discutidas incluem a composição do International Board (IB), órgão que toma decisões sobre as regras do esporte. O IB atualmente é formado por quatro membros da Fifa e por um membro de cada uma das associações de futebol do Reino Unido (Inglaterra, Escócia, Gales e Irlanda do Norte).

A Uefa, entidade que dirige o futebol europeu, disse em nota que vai promover no dia 24 uma reunião com os presidentes das 53 federações nacionais afiliadas, a fim de analisar as propostas.

"A Uefa deseja assegurar que o processo de reforma da Fifa mantenha os objetivos de boa governança, e isso foi deixado claro aos nossos membros de forma clara e transparente, para que eles possam deixar sua posição clara", disse o secretário-geral da entidade europeia, Gianni Infantino. "Precisamos agora que os membros apresentem suas opiniões."

As propostas de reformas na Fifa ocorrem após uma série de casos de corrupção na entidade em 2010 e 2011.

Três dos 24 membros do comitê-executivo foram punidos por causa de escândalos. Mohamed bin Hammam, ex-candidato a presidente da entidade, foi banido do futebol pelo resto da vida, enquanto o brasileiro Ricardo Teixeira deixou seu cargo no comitê e também renunciou à chefia da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do comitê organizador da Copa do Mundo de 2014.

A Fifa deve votar as mudanças no seu estatuto durante o seu congresso anual, que acontece em maio nas Ilhas Maurício.

(Reportagem de Brian Homewood)

 
Joseph Blatter, Presidente da Fifa, discursa durante cerimônia de premiação dos melhores atletas de 2012 em Zurique, na Suíça. Dirigentes do futebol europeu vão se reunir neste mês para discutir propostas de reformas para a Fifa, incluindo um limite de idade para o presidente da entidade e uma restrição ao número de mandatos à frente da organização que dirige o futebol mundial. 07/01/2013 REUTERS/Arnd Wiegmann