Tevez é proibido de dirigir após ignorar cartas da polícia

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013 12:45 BRST
 

LONDRES, 16 Jan (Reuters) - O atacante argentino do Manchester City Carlos Tevez foi proibido de dirigir por seis meses após ter ignorado cartas da polícia por guiar acima do limite de velocidade. O advogado do jogador disse que ele não compreendeu o conteúdo das correspondências.

O jornal Manchester Evening News disse nesta quarta-feira que Tevez assumiu a culpa por três infrações, incluindo dirigir sem uma habilitação válida na Grã-Bretanha, em audiência numa corte.

O advogado do jogador disse aos magistrados que Tevez, que joga na Inglaterra há sete anos, não respondeu às cartas porque não as entendia.

"Ele compreende a palavra 'polícia', mas não outras mais complicadas. As cartas são escritas do 'Cheshire Constabulary' e a palavra polícia não aparece em nenhum lugar", disse o advogado Gwyn Lewis, segundo a agência PA.

"A palavra 'constabulary' não é reconhecida internacionalmente, mas é claro que polícia é", acrescentou. Constabulary é uma palavra usada na Grã-Bretanha para descrever a força policial.

Tevez, de 28 anos, dirigia com uma habilitação argentina e seu advogado disse que o atacante, que não esteve presente à corte, vai solicitar uma habilitação britânica quando a proibição para dirigir terminar.

O jornal disse que o carro de Tevez, um Hummer, foi flagrado por câmeras de trânsito acima do limite de velocidade em março e em maio do ano passado.

Ele negou estar dirigindo nas duas ocasiões, mas foi parado pela polícia guiando um Porsche Panamera em novembro.

Tevez também recebeu multas totalizando 2.500 dólares.

(Reportagem de Alan Baldwin)

 
Jogador do Manchester City, Carlos Tevez, é visto durante coletiva de imprensa em novembro de 2012 na Inglaterra. O atacante argentino foi proibido de dirigir por seis meses após ter ignorado cartas da polícia por guiar acima do limite de velocidade. 20/11/2012 REUTERS/Phil Noble