"Trote" em biblioteca na Austrália manda livros de Armstrong a seção de ficção

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013 15:45 BRST
 

SYDNEY, 21 Jan (Reuters) - Um "trote" em uma biblioteca australiana, com um aviso declarando que os livros do ciclista Lance Armstrong, que caiu em desgraça por doping, seriam colocados na seção de ficção, virou um sucesso na Internet.

Uma das pessoas que comentaram o caso declarou que "o inferno não tem fúria como a de um bibliotecário".

"Todos os livros de não-ficção de Lance Armstrong, incluindo 'Lance Armstrong- Imagens de um Campeão', 'Lance Armstrong- Programa de Treinamento' e 'Lance Armstrong: O Maior Campeão do Mundo', serão em breve movidos para a seção de ficção", dizia o anúncio colocado na Biblioteca de Manly, em Sydney, no sábado.

Uma foto do aviso foi colocada na Internet e rapidamente despertou um agitado debate sobre se a luta de Armstrong contra um câncer e a motivação das pessoas superavam sua trapaça pelo uso de substâncias proibidas em sua carreira no esporte.

"Como ciclista, o trabalho do homem era inspirador, sua fundação faz um trabalho incrível e sua história era ótima... Você se sente envergonhado em recomendar seu livro para as pessoas, você olha para os livros na prateleira, questionando se as lições de vida e inspiração são sinceras e reais", disse uma pessoa que comentou a imagem.

A Biblioteca de Manly disse que o aviso impresso, que foi colocado em uma proteção plástica em uma prateleira da biblioteca, foi um "trote" e que uma investigação interna seria feita.

"Bibliotecas não podem arbitrariamente recalcificar as categorias dos livros, porque isto depende do número ISBN que é emitido pela Biblioteca Nacional", disse um porta-voz do Conselho de Manly, que administra a biblioteca, na segunda-feira.

(Reportagem de Platine Askin)

 
Foto de arquivo onde homem carrega livro autografado pelo ciclista norte-americano Lance Armstrong, na França. Um "trote" em uma biblioteca australiana, com um aviso declarando que os livros sobre Armstrong, que caiu em desgraça por doping, seriam colocados na seção de ficção, virou um sucesso na Internet. 13/06/2013 REUTERS/Robert Pratta