"Se eu só tivesse pé direito", murmura o perfeccionista Bale

sábado, 9 de fevereiro de 2013 15:26 BRST
 

LONDRES, 9 Fev (Reuters) - Falhas de Gareth Bale são poucas e distantes entre si, mas as apavoradas defesas do campeonato inglês ao menos sabem que as finalizações com o pé direito não são o seu forte.

O galês marcou duas vezes na vitória do Tottenham por 2 x 1 sobre o Newcastle neste sábado para chegar a quatro gols em três partidas mas ele poderia facilmente ter feito um hat-trick se uma chance nos acréscimos não caísse no seu pé direito.

Ao invés do golaço da temporada que os postulantes ao título costumam marcar, sua tentativa que passou por cima do travessão com o gol a sua disposição foi uma das grandes chances desperdiçadas nesta campanha.

"Estou desapontado com o gol que eu perdi, preciso trabalhar isso", disse ele à Sky com um sorriso. "Estou gostando do meu futebol, que é a coisa mais importante."

O jogador de 23 anos, que também marcou pela seleção galesa no meio da semana, está no pico de suas forças com 13 gols na temporada do campeonato inglês após uma cobrança de falta no começo do jogo e outro, o da vitória, aos 33 do segundo tempo com uma finalização precisa.

O treinador dos Spurs, Andre-Villas Boas, cuja equipe está na zona de classificação para a Liga dos Campeões, mudou sua táticas para permitir que Bale jogasse pelo meio tão bem quanto como pela esquerda mas pode ter contribuído para a chance perdida no final.

Bale, cobiçado por alguns dos melhores clubes do mundo e que pode se transferir a cada temporada caso os Spurs não se tornem verdadeiros candidatos aos título inglês e da Liga dos Campeões, irá usar mais o pé direito neste novo papel e deverá aprimorar-se.

"Demos-lhe mais liberdade e as coisas funcionaram melhor no segundo tempo," disse o técnico português.

O treinador do Newcastle, Alan Pardew, elogiou o veloz Bale por superar o lado mais fraco do seu time, que vencera as duas partidas anteriores e afastou as preocupações com o rebaixamento após uma série de contratações de jogadores franceses.

"Ele é difícil de conter. Ele está sempre conseguindo liberdade e está em grande forma", disse Pardew, que acrescentou que o artilheiro contundido Yoan Gouffran havia ido ao hospital para tirar um raio-x na perna machucada.