Ídolo sul-africano Pistorius é acusado de matar namorada

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 16:13 BRST
 

Por Tiisetso Motsoeneng

JOHANESBURGO, 14 Fev (Reuters) - O atleta sul-africano Oscar Pistorius, ídolo olímpico e paralímpico conhecido como "Blade Runner" devido às próteses que usa para correr, foi acusado nesta quinta-feira de matar sua namorada a tiros em sua casa em Pretória.

A polícia disse que abriu uma investigação de homicídio depois que a mulher de 30 anos foi encontrada morta na casa do atleta, que se tornou um dos maiores nomes do atletismo mundial, no complexo murado Silverlakes, nos arredores da capital.

Pistorius, de 26 anos, e sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp, eram as únicas pessoas na casa no momento dos tiros, disse aos repórteres a policial Denise Beukes, acrescentando que testemunhas tinham sido inquiridas sobre o incidente no início da manhã.

"Estamos falando com vizinhos e pessoas que escutaram coisas no início da noite e quando o tiroteio aconteceu", disse Beukes fora do complexo residencial fortemente guardado. Antes, a polícia havia dito que uma arma de 9 mm tinha sido encontrada no local.

Beukes afirmou que a polícia estava ciente de incidentes anteriores na casa de Pistorius. "Posso confirmar que houve incidentes anteriores na casa do Sr. Oscar Pistorius, de alegações de natureza doméstica", ela disse.

Pistorius, que usa uma prótese de fibra de carbono para correr, deve comparecer em um tribunal de Pretória na sexta-feira.

"Ele está bem, mas muito emotivo", disse o advogado do atleta, Kenny Oldwage, à SABC TV, sem dar mais detalhes.

Um ícone do esporte por triunfar sobre suas deficiências e competir com atletas sem deficiência nas Olimpíadas, seus contratos de patrocínio, incluindo com o grupo Nike, envolvem 2 milhões de dólares ao ano.   Continuação...

 
Oscar Pistorius é visto ao lado namorada, Reeva Steenkamp, em Johanesburgo, morta nesta quinta-feira. O atleta sul-africano, ídolo olímpico e paralímpico conhecido como "Blade Runner" devido às próteses que usa para correr, foi acusado nesta quinta-feira de matar sua namorada a tiros em sua casa em Pretória. 07/02/2013 REUTERS/Thembani Makhubele