Nadal vence Feijão e divide torcida brasileira em São Paulo

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013 22:11 BRST
 

SÃO PAULO, 14 Fev (Reuters) - Entre gritos da torcida brasileira, o espanhol Rafael Nadal, atual número 5 do mundo, derrotou nesta quinta-feira o brasileiro João Souza, o Feijão, em sua estreia no Aberto do Brasil, e se classificou para as quartas de final do torneio disputado no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo.

Nadal bateu Feijão, número 140 do ranking mundial, por 2 sets a 0, parciais de 6-3 e 6-4. A torcida no ginásio ficou dividida entre os dois tenistas. No fim, houve gritos de apoio ao espanhol e também ao brasileiro.

"Recebi o carinho da torcida brasileira e fico muito contente de estar aqui no Brasil. Foi uma vitória importante", disse o espanhol após a partida, ainda na quadra, antes de distribuir vários autógrafos aos torcedores que berraram seu nome na capital paulista.

O espanhol de 26 anos voltou a jogar na semana passada, no torneio de Viña del Mar, no Chile, no qual foi vice-campeão ao perder a final para o argentino Horacio Zeballos por 6-7 (2), 7-6 (6) e 6-4.

Nadal ficou sete meses afastado das quadras devido a problemas no joelho. Sua última partida antes do retorno no Chile havia sido em Wimbledon, em junho. Ele foi diagnosticado com um rompimento parcial do tendão patelar e uma inflamação no joelho esquerdo, o que o impediu de defender o título olímpico nos Jogos de Londres.

Dono de 11 títulos do Grand Slam, sete deles em Roland Garros, Nadal também perdeu o Aberto dos EUA e o ATP World Tour Finals que encerrou a temporada de 2012.

Nadal admitiu que ainda sente dores no joelho e disse esperar que ele esteja melhor nos próximos dias. "Tem dia que está melhor, tem dia que está pior. Tomara que melhore", afirmou.

Após o Aberto do Brasil, Nadal disputará o torneio do México, em Acapulco, a partir de 25 de fevereiro.

(Reportagem de Tatiana Ramil)

 
Tenista espanhol Rafael Nadal, atual número 5 do mundo, durante jogo contra o brasileiro João Souza, o Feijão, em sua estreia no Aberto do Brasil, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, nesta quinta-feira. 14/02/2013 REUTERS/Paulo Whitaker