Governo vai controlar preços de hotéis em eventos esportivos, diz ministro

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013 20:20 BRT
 

SÃO PAULO, 21 Fev (Reuters) - O governo irá monitorar os preços de diárias de hotéis durante os eventos esportivos que o país vai sediar nos próximos anos a fim de evitar valores abusivos, disse nesta quinta-feira o ministro do Turismo, Gastão Vieira, após reunião com representantes do setor hoteleiro.

"A partir de agora, vamos controlar o valor das diárias conjuntamente. Tanto o governo, pelo Ministério do Turismo e a Embratur, quanto o setor privado, os proprietários dos hotéis e as entidades que representam o setor hoteleiro", afirmou o ministro a jornalistas.

"Nós decidimos, junto com os empresários, que esses grandes eventos não podem ser atropelados por questões simplesmente de mercado", completou.

O Brasil vai receber a Copa das Confederações em junho deste ano, a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, tendo o Rio de Janeiro como sede desde último evento.

No ano passado, hotéis do Rio cobraram preços abusivos durante a conferência ambiental Rio+20, o que afastou delegações internacionais do evento, tornando-se motivo de preocupação de autoridades.

Após pressão do governo, foi feito um acordo com representantes da rede hoteleira do Rio para reduzir os preços.

"(Haverá) um conjunto de órgãos governamentais e de uma legislação específica para punir esse tipo de abuso", disse o ministro.

O presidente do Fórum de Operadores e Hoteleiros do Brasil (FOHB), Roberto Rotter, garantiu que o setor está afinado com o governo e não tem interesse em contribuir com qualquer prática abusiva.

"Estamos investindo bilhões. Sabemos que o retorno vem no longo prazo e não em um único evento", afirmou ele, segundo nota do Ministério do Turismo em seu site.

O secretário executivo do Ministério do Turismo, Valdir Simão, disse confiar que os empresários adotarão uma atitude responsável. "Não podemos permitir que os nossos destinos sejam taxados de caros", declarou.

(Reportagem de Tatiana Ramil)