24 de Fevereiro de 2013 / às 15:33 / 5 anos atrás

Batida em Daytona deixa 28 torcedores feridos

Carro do piloto Kyle Larson atinge alambrado em batida na última volta de corrida da Nascar no circuito de Daytona, EUA. Um engavetamento no circuito de Daytona no sábado machucou pelo menos 28 torcedores após uma batida envolvendo dez carros que resultou até em um pneu voando sobre o público na última volta da corrida da Nascar. 24/02/2013 REUTERS/Pierre Ducharme

Por Simon Evans

24 Fev (Reuters) - Um engavetamento no circuito de Daytona no sábado machucou pelo menos 28 torcedores após uma batida envolvendo dez carros que resultou até em um pneu voando sobre o público na última volta da corrida da Nascar.

Comissários da prova disseram que 14 torcedores foram enviados aos hospitais locais e outros 14 acabaram sendo tratados na pista da Flórida, que recebe a tradicional Daytona 500 no domingo.

“As coisas estavam voando em todo lugar”, disse à ESPN o espectador Terry Huckaby, cujo irmão foi enviado ao hospital com a perna machucada. “Pneus voaram, tinha fumaça e tudo o mais.”

Entre os feridos há um garoto de 14 anos que está em estado crítico, mas estável, e um homem que passou por uma cirurgia por causa de um grave ferimento na cabeça, segundo o site da ESPN.

O presidente do circuito de Daytona, Joie Chitwood, disse que funcionários estão reparando a pista e a corrida principal de domingo será realizada apesar do incidente.

“Primeiro e mais importante, nossos pensamentos e orações estão com os torcedores”, disse Chitwood. “Após o incidente, respondemos da maneira apropriada, segundo os protocolos de emergência. O corpo médico apareceu imediatamente.”

Tony Stewart venceu a corrida de sábado, que abre as cortinas para o maior evento norte-americano de stock car neste domingo, com Danica Patrick como a primeira mulher a começar na pole position.

CARRO SAI VOANDO

O acidente de sábado aconteceu depois que o piloto Regan Smith, que estava na liderança da corrida, tentou bloquear outro piloto nos últimos metros da corrida, e bateu em outro carro, segundo o site NASCAR.com.

“Foi minha culpa”, disse Smith, que terminou em 14o, ao NASCAR.com. “Eu tentei bloquear e vou assumir responsabilidade, mas quando você vê a bandeira quadriculada em Daytona, você vai tentar bloquear e fazer tudo que for possível para ser o primeiro carro a cruzar a linha de chegada. Apenas não funcionou desta vez. Espero que tudo esteja bem com todos que estavam no acidente e com os torcedores.”

A batida levantou o carro de Kyle Larson e arrancou o seu motor, apesar de o piloto ter saído dos destroços sem nenhum machucado.

“Parecia que eu estava sendo empurrado por trás”, disse Larson à ESPN depois da batida.

Os feridos foram carregados em macas e levados ao Centro Médico de Halifax e ao Centro Médico da Flórida, na praia de Daytona.

O vice-presidente de operações da Nascar, Steve O‘Donnel, disse que a grade de proteção, que foi destruída pelos destroços que saíram voando após o acidente, está sendo reposta e o incidente será avaliado.

“Estamos muito confiantes que estaremos prontos para a 55a corrida de Daytona, mas, como em qualquer outro incidente, vamos conduzir uma investigação minuciosa. Vamos trabalhar próximos ao circuito, como fazemos em todos nossos eventos, para descobrir o que pudermos e ver o que podemos aplicar no futuro”, disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below