24 de Fevereiro de 2013 / às 17:28 / 5 anos atrás

Touré e Tevez marcam para manter esperanças de título do City

Joe Hart, do Manchester City, mergulha para defender penalty cobrado por Frank Lampard, do Chelsea, durante partida do campeonato inglês no Estádio The Etihad em Manchester, Grã-Bretanha. Gols de Yaya Touré e Carlos Tevez no segundo tempo proporcionaram ao Manchester City uma vitória por 2 x 0 sobre o Chelsea e mantiveram a pequena esperança dos atuais campeões de defenderem o título do Campeonato Inglês. 24/02/2013 REUTERS/Phil Noble

Por Sonia Oxley

MANCHESTER, 24 Fev (Reuters) - Gols de Yaya Touré e Carlos Tevez no segundo tempo proporcionaram ao Manchester City uma vitória por 2 x 0 sobre o Chelsea e mantiveram a pequena esperança dos atuais campeões de defenderem o título do Campeonato Inglês.

O Chelsea perdeu a chance de sair na frente no começo do segundo tempo no Estádio Etihad quando Frank Lampard perdeu um pênalti em boa defesa do goleiro Joe Hart. O City estava frustrado por ter desperdiçado uma série de chances.

O chute de Touré no canto inferior direito abriu o placar aos 18 minutos do segundo tempo, e o substituto Tevez garantiu os três pontos com um forte chute a cinco minutos do fim.

O resultado deixa o segundo colocado City a 12 pontos do líder Manchester United, que tem 69 pontos em 27 jogos, enquanto o Chelsea fica em terceiro com 49.

“Acho que merecemos vencer porque jogamos bem, talvez pudéssemos ter marcado mais vezes”, disse o treinador do City, Roberto Mancini, em entrevista coletiva.

No único outro jogo de Premier League do dia, o Newcastle venceu o Southampton por 4 x 2, em casa, e está seis pontos acima da zona de rebaixamento.

Depois da vitória por 2 a 0 do Manchester United sobre o Queens Park Rangers no sábado, não havia dúvida sobre o que o City precisaria fazer para manter a briga pelo título interessante por mais algum tempo.

No primeiro minuto, Touré exigiu defesa de Petr Cech e demonstrou como seria o primeiro tempo, com os anfitriões perdendo várias oportunidades.

Cech defendeu uma cabeçada do zagueiro Matija Nastasic, o atacante Sergio Aguero deveria ter chutado uma bola de primeira, em vez de tentar driblar o goleiro, e o meia Jack Rodwell teve três boas chances.

O melhor momento do Chelsea no primeiro tempo foi uma cobrança de falta distante de Lampard que passou por cima da trave.

A história foi parecida após o intervalo, com o City continuando a pressionar em busca do primeiro gol. Aguero tentou um chute acrobático e deitou no chão com as mãos no rosto em descrédito por ter desperdiçado a oportunidade.

No entanto, foi o Chelsea que encontrou uma chance de ouro para abrir o placar quando Demba Ba foi derrubado por Hart dentro da área, depois de o goleiro realizar a primeira defesa do dia em um chute de Eden Hazard.

Lampard ficou responsável pela cobrança, que poderia ter lhe rendido seu 200o gol com a camisa do Chelsea, mas o bom chute aos 7 minutos do segundo tempo foi defendido por um esticado Hart que pulou para o lado direito.

ENERGIA RENOVADA

Os jogadores do City comemoraram a defesa do pênalti como se tivesse sido um gol e aparentaram ter recuperado a energia para o resto da partida.

Conseguiram a recompensa 11 minutos depois quando Touré manteve a compostura cercado por jogadores do Chelsea na entrada da área e colocou a bola no canto direito.

O resultado tornou-se incontestável quando Tevez, que não fazia gols há oito jogos na Premier League, recebeu passe de Silva antes de soltar um chute indefensável para Cech.

No outro lado da tabela, Papiss Cissé marcou para o Newcastle com uma espetacular finalização de longa distância na vitória sobre o Southampton.

Os visitantes haviam saído na frente quando Rickie Lambert cabeceou cruzamento de Jack Cork para Morgan Schneiderlin, que virou e chutou no canto inferior aos 3 minutos de jogo.

A liderança durou trinta minutos, até Moussa Sissoko marcar a seis metros da meta. Três minutos depois, Cissé superou o goleiro do Southampton, Artur Boruc, com um espetacular chute a 25 metros de distância para colocar o Newcastle na frente.

Lambert fez seu 100o pelo Southampton e deu alguma esperança ao seu torcedor, mas ela não durou muito. Yohan Cabaye converteu um pênalti, e o gol contra de Jos Hooiveld garantiu os pontos para o Newcastle.

O Newcastle subiu para o 14o lugar da tabela com 30 pontos, três a mais que o Southampton, o 16o colocado.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below