Touré e Tevez marcam para manter esperanças de título do City

domingo, 24 de fevereiro de 2013 15:35 BRT
 

Por Sonia Oxley

MANCHESTER, 24 Fev (Reuters) - Gols de Yaya Touré e Carlos Tevez no segundo tempo proporcionaram ao Manchester City uma vitória por 2 x 0 sobre o Chelsea e mantiveram a pequena esperança dos atuais campeões de defenderem o título do Campeonato Inglês.

O Chelsea perdeu a chance de sair na frente no começo do segundo tempo no Estádio Etihad quando Frank Lampard perdeu um pênalti em boa defesa do goleiro Joe Hart. O City estava frustrado por ter desperdiçado uma série de chances.

O chute de Touré no canto inferior direito abriu o placar aos 18 minutos do segundo tempo, e o substituto Tevez garantiu os três pontos com um forte chute a cinco minutos do fim.

O resultado deixa o segundo colocado City a 12 pontos do líder Manchester United, que tem 69 pontos em 27 jogos, enquanto o Chelsea fica em terceiro com 49.

"Acho que merecemos vencer porque jogamos bem, talvez pudéssemos ter marcado mais vezes", disse o treinador do City, Roberto Mancini, em entrevista coletiva.

No único outro jogo de Premier League do dia, o Newcastle venceu o Southampton por 4 x 2, em casa, e está seis pontos acima da zona de rebaixamento.

Depois da vitória por 2 a 0 do Manchester United sobre o Queens Park Rangers no sábado, não havia dúvida sobre o que o City precisaria fazer para manter a briga pelo título interessante por mais algum tempo.

No primeiro minuto, Touré exigiu defesa de Petr Cech e demonstrou como seria o primeiro tempo, com os anfitriões perdendo várias oportunidades.   Continuação...

 
Joe Hart, do Manchester City, mergulha para defender penalty cobrado por Frank Lampard, do Chelsea, durante partida do campeonato inglês no Estádio The Etihad em Manchester, Grã-Bretanha. Gols de Yaya Touré e Carlos Tevez no segundo tempo proporcionaram ao Manchester City uma vitória por 2 x 0 sobre o Chelsea e mantiveram a pequena esperança dos atuais campeões de defenderem o título do Campeonato Inglês. 24/02/2013 REUTERS/Phil Noble