Fifa vai criar força-tarefa contra o racismo

sexta-feira, 1 de março de 2013 17:51 BRT
 

Por Mike Collett

EDIMBURGO, 1 Mar (Reuters) - A Fifa está criando uma força-tarefa para lidar com o racismo no futebol, disse na sexta-feira o presidente da entidade, Joseph Blatter.

Falando a jornalistas em Edimburgo, onde ele participa no sábado da reunião do International Board, Blatter disse que a força-tarefa será comandada por Jeffrey Webb, presidente da Concacaf (confederação de futebol da América do Norte, América Central e Caribe).

O futebol tem sido assolado por uma infinita série de incidentes racistas entre torcedores, especialmente no Leste Europeu, geralmente resultando em punições irrisórias.

Mas nesta semana a Uefa (entidade que controla o futebol europeu) adotou medidas mais rigorosas, determinado que a Lazio, da Itália, faça dois jogos como mandante com portões fechados na Liga Europa, por causa do comportamento racista dos seus torcedores. O clube também foi multado em 40 mil euros (52 mil dólares).

Recentemente, torcedores da Lazio se envolveram em incidentes antissemitas e gestos racistas durante jogos contra o Tottenham Hotspur e Borussia Moenchengladbach.

"Temos um comitê estratégico que irá formar uma força-tarefa, e terei um presidente para essa força-tarefa - ele é Jeffrey Webb, presidente da Concacaf", disse Blatter.

"É um enorme problema também de educação e compreensão. Não podemos fazer isso sozinhos, mas vamos fazer, porque precisamos chutar isso para fora do jogo."