Dezessete atletas podem ser suspensos por alteração sanguínea

quarta-feira, 13 de março de 2013 17:55 BRT
 

Por John Mehaffey

LONDRES, 13 Mar (Reuters) - Dezessete atletas podem ser suspensos por doping depois que foram detectadas anormalidades em seus passaportes biológicos junto à Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF), que registra alterações em seus perfis sanguíneos.

"Dezessete casos estão atualmente em processo", disse nesta quarta-feira Thomas Capdevielle, o administrador dos resultados do departamento antidoping e médico da IAAF.

"Dezenove casos foram concluídos com uma sanção e três casos foram levados para a CAS (Corte de Arbitragem para o Esporte)."

Os testes de sangue foram feitos como parte do programa de passaporte biológico dos atletas, promovido pelo Sindicato Internacional de Ciclismo (UCI) e introduzido pela IAAF em 2009. O passaporte mostra qualquer mudança na amostra de sangue de um atleta, em comparação com o perfil original, que só poderia ter sido causada por doping.

Capdevielle disse que também havia dois casos em que esteroides tinham sido detectados em amostras de sangue que estavam sendo analisadas.

O advogado francês disse que as amostras de sangue tinham que ser analisadas por um laboratório da Agência Mundial Antidoping dentro de 36 horas da coleta, "o que em alguns países representa um grande problema para a IAAF".

"Trinta e seis horas não é impossível, é muito difícil, muito custoso, mas não é impossível. Então, nessas circunstâncias, em alguns países onde não há um laboratório creditado por perto, vamos para lá com um cronograma muito apertado. Identificamos que atleta eles têm para testar, viajamos de volta e entregamos a amostra de sangue para o laboratório mais perto. Logisticamente, isso é muito difícil, mas é uma solução que encontramos. Se não podemos trazer a amostra para o laboratório, então levamos o laboratório até os atletas".