Vettel pede desculpas a funcionários da Red Bull

quinta-feira, 28 de março de 2013 14:36 BRT
 

Por Alan Baldwin

LONDRES, 28 Mar (Reuters) - O atual campeão da Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel, se desculpou pessoalmente com os funcionários da Red Bull por ter ignorado as ordens da equipe num polêmico Grande Prêmio da Malásia no fim de semana passado.

A equipe informou ainda que o piloto de 25 anos também conversou com seu companheiro de equipe, o australiano Mark Webber, que foi ultrapassado por Vettel, perdendo a liderança nas voltas finais apesar das ordens em contrário da equipe. De acordo com a Red Bull, os dois trocaram um aperto de mãos.

"Ele disse que não pode voltar no tempo, mas aceitou que o que ele fez foi errado", disse o chefe da equipe Christian Horner, sobre Vettel, que visitou a fábrica da equipe para falar com os funcionários.

"Ele se desculpou com a equipe e com cada um dos funcionários por suas ações, porque ele reconhece que a equipe é vitalmente importante e que fazer parte da equipe é um aspecto crucial para ser capaz de lutar por esses campeonatos."

Vettel também se desculpou com Webber em entrevista coletiva após a corrida de domingo, dizendo que cometeu um erro.

O alemão ganhou os três últimos títulos mundiais com a Red Bull, que busca seu quarto campeonato seguido no Mundial de Construtores.

Webber liderava a prova à frente de Vettel quando a equipe determinou que os dois mantivessem suas posições para economizar combustível e poupar os pneus.

O australiano então reduziu a rotação de seu motor, acreditando que Vettel faria o mesmo, mas o alemão aproveitou a oportunidade para ultrapassá-lo e os dois pilotos disputaram a posição roda a roda.

"Era a intenção da equipe que Mark vencesse aquela corrida", disse Horner à emissora de TV Sky nesta quinta. Ele também tentou colocar fim às especulações sobre os planos de Webber para o resto do ano.

"Ele é grande o bastante para saber que não houve malícia, que não houve intenção da equipe de criar uma situação como essa. Ele está em um carro capaz de vencer corridas e, esperamos, lutar pelo campeonato, então não tenho dúvidas de que ele continuará conosco nesta temporada."