Sul-africana recordista mundial mais jovem da história morre aos 60 anos

terça-feira, 2 de abril de 2013 12:21 BRT
 

CIDADE DO CABO, 2 Abr (Reuters) - A antiga estrela da natação da África do Sul Karen Muir, a pessoa mais jovem no mundo a bater um recorde mundial de qualquer modalidade, morreu de câncer aos 60 anos, noticiou a mídia sul-africana nesta terça-feira.

Muir foi eleita para o Hall da Fama Internacional da Natação em 1980, tendo batido 15 recordes mundiais no nado de costas em provas de 100 metros, 200 metros, 110 jardas e 220 ​​jardas.

Seu primeiro recorde foi nas 110 jardas em 1965 no Campeonato Nacional Júnior da ASA em Blackpool, Inglaterra, aos 12 anos, 10 meses e 25 dias, quando tornou-se a mais nova recordista mundial em qualquer esporte.

Muir também ganhou 22 campeonatos sul-africanos e três campeonatos nacionais dos EUA, mas nunca competiu nos Jogos Olímpicos por causa do boicote esportivo imposto a seu país.

Muir seguiu carreira médica e emigrou para o Canadá, onde trabalhou até sua morte.

(Por Nick Said)