Aldo espera que presidente da CBF preste explicações sobre gravações

quinta-feira, 4 de abril de 2013 17:58 BRT
 

Por Jeferson Ribeiro

BRASÍLIA, 4 Abr (Reuters) - O ministro do Esporte, Aldo Rebelo, espera que o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marin, dê explicações sobre gravações divulgadas na Internet com críticas ao ministro e com comentários comprometedores sobre eleições na CBF.

Em um áudio postado no YouTube (here), cuja voz é atribuída a Marin, a pessoa que fala critica Aldo por não ter força política, numa conversa com um interlocutor não revelado.

Em outros áudios a pessoa cuja voz é atribuída a Marin, que também preside o Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, faz acertos com aliados sobre as eleições internas da CBF.

"Essas não são as melhores notícias que o Brasil tem a oferecer para a Copa, mas tenho expectativa que o presidente Marin vai prestar explicaçõe2s", afirmou Aldo à Reuters, em entrevista nesta semana, ao ser questionado sobre as gravações.

Além das gravações, Marin é alvo de uma investida política do ex-atacante da seleção brasileira e atual deputado federal, Romário (PSB-RJ), que pede explicações dele sobre sua atuação durante o período da ditadura militar. A cobrança começou depois que Marin usou o site da CBF para se defender de uma suposta campanha difamatória da sua atuação política naquele período.

Nesta semana, Romário entregou na sede da CBF, no Rio de Janeiro, um abaixo-assinado com milhares de assinaturas pedindo a saída de Marin.

As relações entre o governo federal e Marin, longe de serem amistosas, estão no seu pior momento depois que os áudios começaram a ser divulgados, segundo uma fonte ouvida pela Reuters com conhecimento do assunto. E a pressão sobre o presidente da CBF e do COL aumentou.

Marin disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que tem "uma relação direta e transparente com o ministro e não vai comentar as declarações". Sobre as gravações atribuídas a Marin, já que apenas sua voz é identificada sem imagens ou interlocutores, a assessoria disse que ele não faria comentários.   Continuação...

 
O presidente da CBF, José Maria Marin, conversa com o minitro do Esporte, Aldo Rebelo, durante entrevista coletiva no Rio de Janeiro em 7 de março. Em entrevista à Reuters nesta semana, Aldo disse esperar que Marin se explique por gravações polêmicas. REUTERS/Sergio Moraes