Não peço desculpas por vencer, afirma Vettel

quarta-feira, 10 de abril de 2013 16:21 BRT
 

XANGAI, 10 Abr (Reuters) - O campeão mundial de Fórmula 1 Sebastian Vettel deixou claro nesta quarta-feira que seu pedido de desculpas para a Red Bull por ignorar ordens da equipe no Grande Prêmio da Malásia não se estende a qualquer remorso por ter vencido a corrida.

"Eu disse à equipe logo depois: 'peço desculpas por me colocar acima da equipe, o que eu não tive a intenção de fazer'", afirmou o alemão de 25 anos em evento de um dos patrocinadores da equipe antes do GP da China, no domingo.

"Não há muito mais a dizer realmente. Não peço desculpas por vencer. Acho que é por isso que as pessoas me contrataram e por isso que eu estou aqui. Adoro correr e é isso que eu faço."

Vettel foi orientado a ficar atrás de seu companheiro de equipe, o australiano Mark Webber, que liderava a corrida do mês passado em Sepang. A equipe pediu aos dois pilotos para economizar pneus e combustível para garantir a dobradinha.

Webber ficou furioso quando Vettel ignorou a instrução para manter a posição e o ultrapassou, virando o rosto para seu companheiro de equipe após a corrida.

A disputa entre os companheiros de equipe, cuja rivalidade teve alguns fatos notáveis ao longo dos anos, incluindo uma colisão na Turquia enquanto eles lutavam pela liderança em 2010, deve seguir quente neste fim de semana, apesar de a equipe tentar olhar para frente.

Vettel disse que a controvérsia na Malásia tirou a atenção do que foi um grande desempenho da equipe em Sepang.

"Infelizmente as pessoas não dizem que tivemos um bom desempenho no dia", declarou ele. "Como equipe, acho que fizemos um trabalho muito bom e conseguimos um resultado fantástico."

Vettel evitou fazer prognósticos sobre domingo.

"Nós aprendemos um pouco com as duas primeiras corridas. China será diferente de novo ... Acho que ainda estamos no processo de aprendizagem", disse ele.

(Reportagem de Alan Baldwin)