Webber não merecia ganhar na Malásia, diz Vettel

quinta-feira, 11 de abril de 2013 13:28 BRT
 

Por Alan Baldwin

XANGAI, 11 Abr (Reuters) - O tricampeão mundial Sebastian Vettel enfrentou nesta quinta-feira uma avalanche de perguntas sobre ter desrespeitado ordens da equipe Red Bull, às quais respondeu com um sorriso desafiador e com palavras de desprezo por seu colega Mark Webber.

A desobediência de Vettel privou Webber da vitória no GP da Malásia, no mês passado. Mas o alemão disse, numa explicação de 20 minutos, que não há nenhuma "guerra" entre os dois pilotos, embora tampouco haja qualquer confiança verdadeira. Segundo ele, o australiano simplesmente não merecia vencer aquela prova.

Vettel disse que não havia compreendido a ordem da equipe para reduzir o ritmo, transmitida pelo rádio sob o código "multi-21", mas acrescentou que, mesmo se a tivesse entendido, provavelmente a teria ignorado.

Questionado pela Reuters sobre as razões por não considerar Webber digno daquela vitória, Vettel disse: "Não gosto de falar mal dos outros. Não é meu estilo. Acho que eu disse o suficiente. A moral da história é que eu estava correndo, estava mais rápido, o ultrapassei e venci."

O tom da entrevista coletiva já havia sido ditado na primeira pergunta, quando ele foi questionado sobre sua transformação de "mocinho" em "vilão".

"Não me considero o vilão", disse Vettel, de 25 anos, que afirmou na quarta-feira ter pedido desculpas à equipe pela desobediência, mas não pela vitória. "Não acho que eu tenha feito algo particularmente ruim."

 
Piloto da equipe Red Bull de Fórmula 1, o alemão Sebastian Vettel recebe orientações no paddock do Grande Prêmio da China de F1, no Circuito International de Xangai. O tricampeão mundial enfrentou nesta quinta-feira uma avalanche de perguntas sobre ter desrespeitado ordens da equipe Red Bull. A desobediência de Vettel privou o companheiro de equipe, Mark Webber, da vitória no GP da Malásia, no mês passado. 11/04/2013. REUTERS/Carlos Barria