Massa dita o ritmo de treino livre na China

sexta-feira, 12 de abril de 2013 09:25 BRT
 

Por Alan Baldwin

XANGAI, 12 Abr (Reuters) - Felipe Massa, da Ferrari, liderou os treinos desta sexta-feira para o GP da China, com um ritmo que sua própria equipe chamou de "incrível", depois de uma manhã com dobradinha da Mercedes.

"Em relação aos pneus dos demais, o ritmo não é bom, é incrível", disse o engenheiro de corrida do brasileiro, Rob Smedley, depois de Massa anotar o tempo de 1min35s340 com o pneu macio da Pirelli, usado pela primeira vez nesta temporada.

Kimi Raikkonen, da Lotus, foi o segundo no circuito de Xangai, com 1min35s492.

"Quando coloquei os macios, o carro melhorou muito ..., foi impressionante, como dirigir dois carros completamente diferentes", disse Massa, que superou o colega de equipe Fernando Alonso nos treinos qualificatórios dos últimos quatro GP.

"Nosso ritmo de corrida parece competitivo, o carro está lidando bem com ambos os tipos de pneus, e a degradação não foi excessiva, embora a maior taxa de desgaste do macio em comparação ao composto médio será um fator importante quando se tratar de escolher a estratégia correta."

Nico Rosberg, vencedor da prova em 2012, liderou pela manhã, com 1min36s717, e seu colega Lewis Hamilton, duas vezes ganhador em Xangai, foi 0s454 mais lento. À tarde, as equipes preferiram percorrer trechos maiores.

"Eu me senti muito confortável no carro, e foi um dia produtivo para nós, definitivamente aprendemos muito", disse Rosberg. "Parecíamos bons numa volta, mas ainda há algum trabalho a fazer nos trechos mais longos. A degradação do pneu foi particularmente alta com a opção de pneus de hoje."

Mark Webber terminou as duas sessões à frente do seu colega de equipe Sebastian Vettel, em mais um capítulo da rivalidade entre ambos. O australiano foi terceiro e quinto, respectivamente, e o alemão ficou em quatro e décimo.   Continuação...

 
Piloto da Ferrari, Felipe Massa, à frente de Lewis Hamilton, da equipe Mercedes, durante a segunda sessão de treinos para o Grande Prêmio da China de F1, no Circuito Internacional de Xangai. O brasileiro liderou os treinos desta sexta-feira, com um ritmo que sua própria equipe chamou de "incrível", depois de uma manhã com dobradinha da Mercedes. 12/04/2013. REUTERS/Petar Kujundzic