Presidente do Bayern de Munique é investigado por sonegação fiscal

sábado, 20 de abril de 2013 12:42 BRT
 

BERLIM, 20 Abr (Reuters) - O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, está sendo investigado por sonegação de impostos, depois que ele mesmo registrou uma queixa pedindo a investigação de sua conta em um banco suíço, admitiu neste sábado.

"Por meio do meu consultor, eu registrei essa acusação contra mim mesmo em janeiro de 2013, junto às autoridades fiscais", disse Hoeness à revista alemã Focus. "O caso diz respeito a uma conta minha em um banco suíço."

A promotoria de Munique confirmou que há um processo em andamento a respeito do processo aberto por Hoeness, mas não deu detalhes sobre o montante supostamente sonegado.

Arquivar uma queixa contra uma possível sonegação de impostos é um procedimento comum na Alemanha. Assim, a pessoa envolvida pode ter sua multa ou sua pena reduzidas.

O Bayern, que encara o Barcelona na primeira das semifinais da Liga dos Campeões da Europa na próxima terça-feira, não quis comentar o caso.

Campeão do Campeonato Alemão com antecedência, o time ainda está na final da Copa da Alemanha.

(Reportagem de Karolos Grohmann)