21 de Abril de 2013 / às 16:18 / em 4 anos

Vettel vence sem dramas no Bahrein, Alonso termina em oitavo

Piloto de Fórumla 1 da Red Bull, Sebastian Vettel, beija seu troféu durante cerimônia de premiação no Barein. O campeão mundial venceu o GP do Bahrein neste domingo pela segunda vez consecutiva e aumentou sua vantagem na liderança do campeonato para 10 pontos após quatro corridas. 21/04/2013Ahmed Jadallah

MANAMA, Abr (Reuters) - O campeão mundial Sebastian Vettel venceu o GP do Bahrein neste domingo pela segunda vez consecutiva e aumentou sua vantagem na liderança do campeonato para 10 pontos após quatro corridas.

O alemão chegou 9s1 à frente de Kimi Raikkonen, da Lotus. A controversa prova foi realizada sem grandes dramas e não foi afetada por protestos contra o governo e enfrentamentos em outros pontos do pequeno reino no Golfo.

A vitória, sob o olhar do príncipe bahrenita Salman al-Khalifa, foi a segunda de Vettel na temporada e a 28a da sua carreira.

"Fui bem dominante", disse o piloto de 25 anos, que começou na primeira fila e estava tão à frente na volta 25, das 57 previstas, que conseguiu parar nos boxes e ainda assim voltar à liderança. "Com certeza nosso ritmo foi melhor que o esperado."

O francês Romain Grosjean terminou em terceiro lugar com a Lotus e completou o pódio, idêntico ao do ano passado. Foi a primeira vez que ele terminou entre os três primeiros na temporada.

O britânico Paul di Resta igualou a melhor posição da carreira com o quarto lugar, após liderar por três voltas com a Force India e perder o terceiro posto para Grosjean a seis voltas do fim.

Vettel tem 77 pontos contra 67 de Raikkonen, que está a três corridas de igualar o recorde do aposentado Michael Schumacher.

As decepções da prova acabaram sendo Nico Rosberg, da Mercedes, que largou na pole position, mas terminou em nono, e Fernando Alonso, da Ferrari, que poderia conseguir mais um pódio não fosse um problema mecânico.

O espanhol, quarto no mundial com 47 pontos, terminou em oitavo. Ele precisou fazer um pitstop de emergência na sétima volta, uma depois de sua primeira parada para trocar pneus, porque o sistema da asa móvel estava travado em aberto.

O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, assumiu a terceira posição do campeonato, com 50 pontos, ao conseguir vencer uma disputa emocionante com Mark Webber, da Red Bull, pelo quinto lugar nas últimas voltas da 200a corrida do australiano.

O mexicano Sergio Pérez também ultrapassou Webber e foi sexto, mas se destacou na corrida em uma briga roda a roda com Jenson Button, companheiro de McLaren. O novato chegou a tocar a traseira do campeão de 2009.

Button apelou para o time "acalmá-lo", mas Pérez continuou tentando forçar a ultrapassagem, com Grosjean à espreita.

Webber terminou em sétimo lugar, enquanto Button foi o décimo, impedindo que o venezuelano Pastor Maldonado conquistasse o primeiro ponto da Williams na temporada.

Rosberg manteve a liderança após largar na pole position, mas segurou Vettel por apenas duas voltas, com Alonso rapidamente assumindo a segunda posição antes que começasse o pesadelo dos pitstops.

"Eu sabia que poderia ser crucial assumir a liderança porque isso dá um pouco de vantagem na preservação dos pneus e na administração da corrida", disse Vettel. "Eu senti que poderia me afastar."

Por Alan Baldwin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below