Pivô da NBA se torna 1º esportista dos EUA a revelar que é gay

terça-feira, 30 de abril de 2013 08:21 BRT
 

NOVA YORK, 29 Abr (Reuters) - Jason Collins, um veterano pivô da NBA, anunciou nesta segunda-feira que é gay, tornando-se o primeiro jogador na ativa de qualquer liga profissional de esportes dos EUA a revelar publicamente sua homossexualidade.

Collins, que defendeu Washington Wizards e Boston Celtics durante a temporada regular 2012/13 e atualmente está sem contrato, fez o anúncio em entrevista à revista Sports Illustrated publicada nesta segunda-feira.

"Eu não tinha a intenção de ser o primeiro atleta assumidamente gay a jogar em um grande esporte de equipe dos EUA. Mas desde que eu sou, estou feliz em iniciar a conversa", disse.

"Eu gostaria de não ser o garoto na sala de aula levantando a mão e dizendo: 'Eu sou diferente'. Se eu seguisse meu caminho, alguém teria feito isso. Ninguém fez, por isso que eu estou levantando a minha mão", acrescentou.

Nunca houve um jogador assumidamente gay em qualquer uma das grandes ligas esportivas profissionais dos Estados Unidos, embora alguns atletas tenham revelado sua orientação sexual depois da aposentadoria.

Em um país com políticos, artistas e até mesmo soldados assumidamente gays, o esporte profissional era uma última fronteira. Questionamentos eram frequentes por que os esportes, que ajudaram a desempenhar um papel fundamental na mudança da opinião pública sobre a discriminação racial, estavam fora de sintonia com o restante da sociedade norte-americana.

O ex-presidente dos EUA Bill Clinton, cuja filha Chelsea foi colega de classe de Collins na Universidade de Stanford, aplaudiu o jogador pelo anúncio.

"O anúncio de Jason hoje é um momento importante para o esporte profissional e na história da comunidade LGBT", disse Clinton em comunicado.

"Espero que todos, especialmente os colegas de Jason na NBA, os meios de comunicação e seus vários fãs, estendam a ele seu apoio e o respeito que ele conquistou", acrescentou.

Collins, de 34 anos, jogou por seis equipes da NBA desde que entrou na liga, em 2001, e disputou duas vezes os playoffs. Ele disse que deseja continuar jogando e que espera encontrar uma nova equipe.

(Por Julian Linden)

 
Pivô do Washington Wizards Jason Collins em partida contra o Chicago Bulls na temporada 2012/2013 da NBA, em Chicago. 17/04/2013 REUTERS/Jim Young